Publicidade
Cotidiano
Notícias

Manifestantes fazem ato pró-Melo antes da leitura da mensagem governamental na ALE-AM

Entre os manifestantes estavam correligionários, estudantes e comunitários. O governador também foi alvo de protesto, quando notas falsas de dinheiro foram jogadas nele 01/02/2016 às 19:26
Show 1
Governador José Melo chega á ALE-AM nesta segunda-feira (1º)
Lucas Jardim Manaus (AM)

Cerca de 350 manifestantes se reuniram na frente da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (ALE-AM) na manhã desta segunda-feira (1º) para manifestar seu apoio à gestão do governador José Melo (Pros).

Melo veio ao local por volta das 9h20 para a leitura de sua mensagem governamental, que inicia o ano legislativo na Casa. A ocasião marca sua primeira aparição pública desde o TRE-AM cassou seu mandato, bem como o do seu vice, Henrique Oliveira (SDD), na última segunda-feira (25).

Entre os manifestantes, estavam correligionários dos partidos dos políticos cassados, estudantes, comunitários de várias zonas de Manaus e do interior do Estado e representantes dos movimentos indígena e negro - todos bradando gritos de "Fica Melo".

"[Acreditamos que] a saída do governador, o processo em si, pode prejudicar o Amazonas, assim como prejudicou todas as cidades de onde os prefeitos saíram e todos os Estados de onde os governadores saíram", disse Altair Pires de Almeida, um estudante de medicina de Manacapuru, cidade a 84 Km de Manaus, que disse ter vindo à capital somente para protestar.


Manifestantes em frente à Assembleia Legislativa

"[Queremos que] o governador eleito pelo povo, José Melo, permaneça no poder", disse Altair, que emendou críticas ao ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga (PMDB). "[Ele] quer ganhar no tapetão", declarou.

O único movimento presente a não demonstrar apoio incondicional a Melo é o do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Amazonas (Sinteam), que veio até a ALE-AM cobrar uma posição do político sobre as promessas feitas à classe.

"Estamos com muita dificuldade em fazer com que o governador cumpra a palavra dele. Nós negociamos o ano passado todinho. Negociamos nossa data-base, não tinha dinheiro. Negociamos plano de saúde, vale transporte, e o governador disse que estava tudo certo, assinou o termo de compromisso e até hoje não fez nada. Entramos em 2016 sem reajuste da categoria", disse Isis Tavares, presidente da Central de Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), entidade à qual o Sinteam é filiado.

Protesto

Durante a coletiva cedida à imprensa antes da leitura da mensagem, por volta das 9h45, um homem ainda não identificado atirou notas falsas em José Melo em um ato de protesto, gritando: "Pega teu dinheiro,  Melo comprador de votos!".

As notas continham o rosto do governador cassado impresso nelas. O homem foi imediatamente detido pela polícia.

Sobre o protesto, Melo disse que defende manifestações pacíficas. "Não aceito desrespeito. Mas todos sabemos o movimento que está aí por trás", disse.

Publicidade
Publicidade