Publicidade
Cotidiano
Notícias

Manifestantes fecham rodovia em protesto na AM-070

O despejo de 12 famílias que vivem em comunidades no ramal  Janauari motivou o protesto, que deixou o trânsito lento na estrada 22/09/2014 às 21:54
Show 1
A ação foi em protesto contra o despejo de 12 famílias da localidade
PERLA SOARES ---

Os moradores de dez comunidades localizadas no ramal Janauari, no km 8 da rodovia AM-070 (Manoel Urbano) bloquearam, com faixas e cartazes, os dois lados da pista durante uma hora, causando um engarrafamento na estrada na manhã desta segunda-feira (22). A ação foi em protesto  contra o despejo de  12  famílias da localidade.

De acordo com o agricultor Robervalter Ferreira da Silva, 51, as famílias já moram na área há mais de 25 anos e não se trata de uma invasão. “Muitos aqui já têm o título do terreno e outros estão esperando do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra ) a documentação para provar que estão ali de forma regular”, disse Robervalter.

De acordo com o agricultor Antonio Carlos Gonçalves, 40, da comunidade Vale do Amanhecer, cerca de 10 mil famílias estão sendo retiradas da área e tendo seus títulos definitivos cancelados pelo Incra. “Eles estão desapropriando aos poucos para não dar confusão. Chegam com as liminares à noite e as famílias ficam sem ter pra onde ir”, disse Antonio, ao afirmar que ele foi um dos moradores que recebeu a liminar. “Já moro há 20 anos aqui. Não tenho a documentação, mas entrei  com o processo por usocapião da área e agora eles vão derrubar tudo que eu plantei”, lamentou.

Moradores dizem que o terreno foi doado por um empresário do ramo de comunicação e que o processo foi “documentado” pelo Incra e que, agora, o empresário está querendo o terreno de volta. “ Esse empresário manda homens ficarem amedrontando os agricultores e as comunidades”, disse.

Segundo o advogado dos produtores rurais, Frank Xadregas, essa ação irá prejudicar muitas famílias, e a maioria vive de plantações, sendo a única fonte de renda de muitos deles. “O empresário afirma, dentro do processo, reconhecer que o terreno não mais lhe pertencia e sim ao Incra, que fez o assentamento  dos terrenos”, disse.

Ainda de acordo com o advogado, essas terras têm tamanho total de 1,5 mil hectares e estão divididas em dez comunidades: Janauari, Boa fé, São José I, II, Grande Família, Mirituba, Lago do Curupira, Bela Vista e Vale do Amanhecer.

Publicidade
Publicidade