Domingo, 20 de Outubro de 2019
2016/2017

Marcada por tumultos, votação define nova chapa que irá comandar DCE da Ufam

Equipe articulada por estudantes do curso de História estarão à frente do diretório a partir do dia 15 de agosto. Processo eleitoral foi marcado por confusão entre alunos e tentativa de roubo de urnas



elei_ao_dce.JPG Eleição ocorreu durante toda a quarta-feira (10)
11/08/2016 às 15:38

Marcada por tumultos e uma chapa invalidada, a eleição para o Diretório Central dos Estudantes (DCE) da Universidade Federal do Amazonas (Ufam) elegeu a “chapa 01” como a vencedora do pleito. A equipe terá a função de direcionar os trabalhos da entidade a partir do segundo semestre deste ano até 2017. Mais de 1.300 votos foram contados durante o processo eleitoral, que ocorreu nesta quarta-feira (10).

Articulada pelos estudantes Dhyene Vieira e Christopher Rocha do curso de História, a chapa teve 625 votos, segundo informações do DCE. Embora seja composta por dois estudantes do mesmo departamento, a entidade representativa explica que a chapa reúne estudantes de vários cursos como Educação Física, Direito, Medicina, entre outros.



A chapa 31 ficou em segundo lugar nas eleições, com 327 votos, seguida da chapa 50, com 156. Os votos nulos chegaram a 241 e uma chapa foi impugnada após infringir o estatuto. A votação iniciou às 9h de ontem e encerrada por volta das 21h, com a apuração atravessando a madrugada. A chapa vencedora só foi conhecida às 3h40 desta quinta-feira (11).

“Esse processo eleitoral foi marcado por muito tumulto, por muita agressão entre as chapas, mas também pela esperança de tocar esse processo de uma universidade melhor. De um lado tinha grupo pra fazer tumulto e do outro lado um que estava à disposição para fazer mudanças. Nesses dois cenários cresceu mais uma força, que é a força de voto nulo, onde muitos estão insatisfeitos com todos esse processo eleitoral”, disse a presidente da Comissão Eleitoral do DCE, a estudante de Educação Física Sofia Marusca Soares.

A chapa 01 deve prestar contas com a Comissão Eleitoral até o dia 15 de agosto. Após isso, a equipe será empossada pelo DCE.

Tumultos

Segundo a presidente da Comissão Eleitoral, 15 departamentos participaram da votação, no entanto, dois deles tiveram os votos cancelados por conta de tumultos entre os alunos.

“Dois departamentos tiveram as urnas violadas, onde pessoas no calor do momento pegaram as urnas e saíram correndo. Muitas pessoas pensaram que era arrastão, mas não era. No nosso estatuto diz que qualquer urna violada automaticamente não é contada”, explicou Sofia.

A Ufam informou que deve se pronunciar sobre os tumultos na eleição do DCE ainda nesta quinta.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.