Publicidade
Cotidiano
Notícias

Marcelaine Schumann pode voltar à penitenciária se juiz acatar pedido do Ministério Público

O MPE-AM alega que o grau de periculosidade da mandante de crime passional mal-sucedido, em novembro de 2014, é alto para mantê-la em liberdade - mesmo que ela esteja sendo monitorada eletronicamente 20/03/2015 às 15:49
Show 1
Marcelaine, em liberdade, está sendo monitora por tornozeleira
Joana Queiroz Manaus (AM)

A empresária Marcelaine Schumann poderá voltar a ser presa a qualquer momento, caso o juiz da 3ª Vara do Tribunal do Júri Mauro Antony acate o parecer do Ministério Público Estadual (MPE-AM). O órgão quer que a mandante de crime passional frustrado volte para a prisão alegando o grau de sua periculosidade: “Ela planejou, pagou para e por mais de uma vez tentou contra a vida da vítima e só não consumou o seu intento por vontade alheia”, disse o promotor de justiça Rogério Marques.

Marques disse, ainda, que Rafael Leal dos Santos, conhecido como "Salsicha", autor do disparo que acertou a nuca da vítima Denise Almeida, disse do inquérito que ele tentou por mais de uma vez executar a vítima. Primeiro ele tentou matá-la com uma faca e depois com um revólver calibre 38 - foi quando conseguiu feri-la, na saída de uma academia no Centro de Manaus no dia 12 de novembro do ano passado.

Para o promotor, a liberdade de Marcelaine representa perigo para Denise, porque em liberdade ele pode arregimentar pessoas para concretizar seus planos de tirar a vida de sua concorrente no triângulo amoroso envolvendo as duas e o empresário Marcos Souto. Marcelaine foi colocada em liberdade na última quarta-feira (18) e desde então está tendo seus passos monitorados por meio de uma tornozeleira eletrônica.


Publicidade
Publicidade