Publicidade
Cotidiano
Notícias

Marcelo Ramos só tem 24 dias para encontrar um partido

Terceiro candidato mais votado para o Governo do Amazonas em 2014, quer disputar a Prefeitura de Manaus em 2016 06/09/2015 às 19:38
Show 1
Ex-deputado aguarda aprovação do registro da Rede, de Marina Silva, pelo TSE
Aristide furtado Manaus (AM)

Um dos responsáveis pela ida da campanha eleitoral do ano passado para o segundo turno, no Amazonas, o ex-deputado estadual Marcelo Ramos tem 24 dias para entrar em um partido político se quiser disputar, como vem anunciando desde o final da eleição para o governo, a Prefeitura de Manaus. O prazo de um ano antes de filiação partidária antes do pleito exigido pela Legislação Eleitoral encerra no dia 2 de outubro.

Em maio deste ano, argumentando que o seu projeto de concorrer a prefeito não encontrava guarida no PSB, comandado pelos “Serafins (deputado Serafim Corrêa e vereador Marcelo Serafim), Marcelo Ramos se desfiliou da legenda.

Quatro meses depois dessa decisão, na última sexta-feira, ao ser questionada pela reportagem sobre a hipótese de voltar ao partido, respondeu: “Talvez tenha me precipitado ao considerar o PSB um partido completamente alinhado ao projeto do Artur (prefeito de Manaus). O partido tem dado sinais de independência. Eu acho que temos uma responsabilidade histórica. Todos que ajudaram em 2014 tem responsabilidade histórica. Aquele resultado não foi só eu. Foi do Junior Brasil, foi  legado do Serafim (Correa), dos agentes sociais, não podemos abrir mão daquilo, seria um passo atrás muito grande”, disse o ex-deputado que aguarda a aprovação do registro do Rede de Sustentabilidade pelo TSE.

Ao comentar o eventual retorno de Marcelo Ramos ao PSB,  o presidente de honra da sigla no Amazonas, Serafim Corrêa foi lacônico: “Eu já respondi isso mais de uma vez. Não,  não  há essa possibilidade”. A respeito da disputa pela Prefeitura de Manaus, o deputado disse que esse assunto só será discutido no próximo ano.

Publicidade
Publicidade