Terça-feira, 17 de Setembro de 2019
Notícias

Marginais refugiam-se em prédios abandonados no Amazonas

Prédios cujas obras estão paradas trazem vários tipos de problemas, que vão da ocupação ilegal ao abrigo de marginais



1.gif Prédio inacabado, na avenida Brasil, contribui para tirar a beleza da paisagem
23/11/2012 às 08:14

Os motivos podem até ser diferentes, mas um prédio abandonado, em construção ou não, invariavelmente significa invasão, esconderijo de bandidos e viciados, além de tornar a cidade mais feia. Os pertencentes ao poder público são os preferidos dos invasores de plantão que usam o ato ilícito como moeda de troca para adquirir moradia de graça da prefeitura ou do governo. O aposentado Roberval Varras Romero, 60, há dez anos invadiu um prédio inacabado do governo e não vê a hora de ser “despejado” desde que seja direto num abrigo que possa ser chamado de seu.

Na Avenida Brasil, bairro Compensa, Zona Oeste, um imóvel de cinco andares só ainda não foi invadido porque as portas de ferro estão fortemente protegidas por correntes e cadeados. Na fachada do térreo ainda resta o nome da loja que ou faliu ou trocou de endereço.

(A íntegra deste conteúdo está disponível para assinantes digitais ou na versão impressa).


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.