Publicidade
Cotidiano
Notícias

Marido e esposa são achados mortos com marcas de tiros em ramal da rodovia AM-010

Corpos estavam um ao lado do outro, na beira da estrada de barro do ramal dos Amigos, no Km 26 da AM-010. Moradores da área afirmaram que viram uma picape rondando a casa das vítimas na madrugada 22/01/2015 às 12:25
Show 1
José e Jacira eram casados, conforme moradores
VINICIUS LEAL E RÔMULO D’CASTRO ---

José de Jesus da Silva e Jacira Raimunda Silva Couto, marido e esposa, foram encontrados mortos no início da manhã desta quinta-feira (22) no ramal dos Amigos, no Km 26 da rodovia estadual AM-010 (Manaus Itacoatiara). Os corpos estavam um ao lado do outro, na beira da estrada de barro, encostados em um cercado de arame.

Com idades entre 40 e 45 anos, José e Jacira foram mortos a tiros. Ela foi alvejada com dois tiros nas costas e na cabeça e ele duas vezes no tórax. Jacira usava um vestido florido e José estava sem camisa e vestia apenas uma calça azul. Moradores do ramal dos Amigos encontraram os dois mortos na estrada e chamaram a polícia.

Investigadores e peritos da Polícia Civil afirmaram à reportagem que o casal foi provavelmente levado vivo ao local e morto à queima-roupa, devido às características do crime. José e Jacira moravam no ramal do Aracá, outro ramal naquela área, e foram reconhecidos por vizinhos. Segundo eles, há suspeita que a morte tenha ocorrido às 3h30.


Corpos estavam encostados em cerca. Foto: Tarcisio Heden

Conforme os moradores do ramal do Aracá, um veículo picape de cor preta foi visto chegando à casa de José e de Jacira durante a madrugada, e depois também foi visto seguindo rumo ao ramal dos Amigos. Horas depois, os dois corpos foram encontrados por três homens que passavam no ramal dos Amigos, moradores, que acionaram a polícia.

Policiais civis da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros foram ao local do crime e serão responsáveis por investigar e solucionar o caso de duplo homicídio. Peritos do Instituto de Criminalística também compareceram ao ramal para recolher provas e vestígios do crime. Os corpos foram recolhidos e levados pelo Instituto Médico Legal (IML).

Publicidade
Publicidade