Publicidade
Cotidiano
novo corregedor-geral

Mauro Campbell promete combater morosidade do Judiciário

Amazonense responderá pela corregedoria do Conselho da Justiça Federal e pretende estimular alternativas de gestão para acabar com acúmulo de processos 03/08/2016 às 20:33
Show fsdsdfsdfsdf
Foto: Antônio Lima / Arquivo AC
acritica.com

O magistrado amazonense Mauro Campbell Marques foi eleito hoje, em sessão do Pleno do Superior Tribunal de Justiça (STJ), novo corregedor-geral da Justiça Federal. Campbell, que é ministro na corte superior desde 2008, vai substituir o colega Og Fernandes, que renunciou ao cargo para assumir a cadeira no Tribunal Superior Eleitoral.

O Conselho da Justiça Federal (CFJ) é o órgão encarregado da supervisão administrativa e orçamentária da Justiça Federal. É composto pelo presidente e vice-presidente do STJ, três ministros eleitos (o mais antigo respondendo pela corregedoria) e os presidentes dos tribunais federais das cinco regiões. Ministério Público Federal, OAB e Associação de Juízes Federais também tem assento no Conselho.

MOROSIDADE

Em entrevista para A Crítica, Campbell afirmou que pretende priorizar a implantação de alternativas de gestão nos juizados em que houver acúmulo de processos. O Tribunal Federal da 1ª Região, que engloba o Amazonas, é um deles: "Vamos diagnosticar se o acúmulo de processos decorre da falta de estrutura ou da falta de execução de trabalho e, então, propor melhorias".

A ideia, completa o ministro, é identificar práticas bem sucedidas de juízes e desembargadores e estabelecer "gabinetes modelos", com procedimentos que possam ser replicados em outras varas. "Sou membro da comissão do Prêmio Innovare e sei que boas práticas não devem ficar nas gavetas", afirmou Campbell.

POSSE

A posse do novo corregedor está marcada para o dia 30 de agosto, às 11 horas, na sede do CJF, em Brasília.

Publicidade
Publicidade