Segunda-feira, 24 de Junho de 2019
Notícias

Médicos estrangeiros que irão atuar no Amazonas vão passar por treinamento

Profissionais do Programa Mais Médicos passarão por treinamento, com foco nas doenças típicas da região. Capacitação começa nesta segunda-feira(16)



1.jpg Médicos estrangeiros iniciam curso nesta segunda-feira
15/09/2013 às 17:25

O Governo do Amazonas promove, a partir desta segunda-feira (16), até o dia 27 de setembro, a capacitação de nivelamento de 76 profissionais estrangeiros, selecionados pelo Programa Mais Médicos, do Governo Federal, para atuar no Amazonas e que chegam a Manaus neste fim de semana. “Esses profissionais passaram pelo treinamento padrão do Programa, ministrado pelo Ministério da Saúde e participarão de curso técnico em Manaus, que visa atualizar os conhecimentos, especialmente no que se refere aos aspectos epidemiológicos das doenças infectoparasitárias e tropicais, típicas da região amazônica”, afirmou o secretário estadual de Saúde, Wilson Alecrim.

O treinamento será coordenado pela Fundação de Medicina Tropical Dr. Heitor Vieira Dourado (FMT-HVD) e Fundação de Vigilância em Saúde (FVS), ambos órgãos do Governo do Estado, em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa). Será realizado na sede da FMT-HVD, na avenida Pedro Teixeira, nº 25, bairro D. Pedro, no horário de 8h às 18h.

Dos 76 médicos a serem treinados, 61 são originários de Cuba e os 15 restantes vêm de vários países, como Espanha, Portugal, Bolívia, Peru, República Dominicana, México, dentre outros. Alecrim salienta que a capacitação tem a proposta de ampliar os conhecimentos dos profissionais quanto às políticas de saúde preconizadas pelo Governo do Amazonas e sobre as especificidades do funcionamento do Sistema Único de Saúde (SUS), no Estado. O treinamento incluirá, também, orientações dedicadas aos profissionais que atuarão na área de saúde indígena.

“Temos a clara compreensão de que a região amazônica possui características epidemiológicas peculiares que a diferencia de outras regiões do Brasil e do mundo, como é o caso, por exemplo, da prevalência de doenças como dengue e malária, e que exigem maior atenção em períodos específicos. Outro exemplo são as patologias com maior incidência no período de cheia dos rios. Desta forma, nossa acolhida é no sentido de incorporar esses profissionais, que passarão a atuar na Atenção Primária”, ressaltou Alecrim.

O curso técnico será ministrado por profissionais da FVS; FMT-HVD, unidade de referência nacional e internacional para o diagnóstico e tratamento de doenças infectoparasitárias e tropicais; Fundação Alfredo da Matta (FUAM), unidade de referência para o diagnóstico de tratamento de doenças dermatológicas e venereologia; Distritos Sanitários Especiais Indígenas (DSEIs) e Semsa.

Na primeira fase do “Mais Médicos”, o Amazonas deve receber 123 profissionais, entre brasileiros e estrangeiros, que irão atuar na Atenção Básica, em unidades de saúde das Prefeituras e nos DSEIs.

Entre os tópicos a serem abordados no treinamento estão temas como ‘Perfil Epidemiológico do Amazonas’; ‘Saúde Indígena no Amazonas’; ‘Controle das grandes endemias’, que focará em dengue, malária, tuberculose e hanseníase; ‘Doenças e agravos de relevância no Estado’, cujo foco será em hepatites, febre amarela, leptospirose, doenças diarreicas agudas, acidentes por animais peçonhentos, dentre outros.  

(*) Com informações da Secretaria de Estado de Saúde - SUSAM


Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.