Segunda-feira, 06 de Julho de 2020
PRAZO

Médicos veterinários devem realizar cadastro para vacinação contra brucelose no AM

 Data limite para cadastro vai até 20 de junho. Veterinários precisam do cadastros para continuaram atuando no processo de controle e prevenção da brucelose no Estado



WhatsApp_Image_2020-06-04_at_10.22.26__1__B221F4B4-AC6A-4A09-9397-C7DA23167287.jpeg Foto: Divulgação
04/06/2020 às 12:37

A Agência de Defesa Agropecuária e Florestal do Estado do Amazonas (Adaf), seguindo as diretrizes do Programa Nacional de Controle e Erradicação da Brucelose e Tuberculose Animal (PNCEBT), do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), informa que médicos veterinários do Amazonas já vinculados ao PNCEBT deverão realizar o cadastramento no portal gov.br até dia 20 de junho, para continuarem atuando no processo de controle e prevenção da brucelose no estado.

Este serviço também será necessário para a realização de novos cadastros de profissionais. O cadastro poderá ser realizado através do link https://www.gov.br/pt-br/servicos/obter-cadastro-de-medico-veterinario-para-vacinacao-contra-brucelose. O passo a passo para a realização do cadastro está disponível no site da Adaf.



Os profissionais devem estar regularmente cadastrados no Conselho Regional de Medicina Veterinária do Amazonas (CRMV) e devem fornecer os seguintes documentos: foto padrão para documento, comprovante de endereço atualizado (contas de água, luz, telefone ou similares) e certidão negativa do CRMV-AM (obtida no endereço eletrônico dos CRMV).

Os veterinários também deverão atualizar os dados cadastrais de seus auxiliares através do preenchimento da ficha de cadastro disponível no site da agência e fornecer comprovante de realização de treinamento/capacitação dos respectivos profissionais para atuarem como vacinadores junto ao PNCEBT.

Segundo a médica veterinária e coordenadora estadual do programa de brucelose da Adaf, Walkiria Silva, a brucelose é uma doença de origem bacteriana e atinge diversas espécies animais, causando impactos significativos na qualidade dos rebanhos bovídeos, gerando impactos econômicos na cadeia produtiva de corte e leite. “A brucelose também pode ser transmitida ao homem através do consumo de leite cru e seus derivados ou ao manipular os animais doentes durante o parto. A melhor forma de prevenir a doença é vacinando as bezerras de três a oito meses contra brucelose”, destacou Walkiria.

Sobre o serviço

O cadastramento é o serviço pelo qual os órgãos de defesa sanitária animal dos estados fazem o registro de médicos veterinários para serem responsáveis técnicos pela vacinação contra brucelose nas Unidades Federativas (UFs) que pretendem atuar.

Este serviço está disponível para as seguintes UFs: Amazonas, Acre, Alagoas, Amapá, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Maranhão, Pará, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Rondônia, Roraima, Sergipe e Tocantins. Os médicos veterinários das demais UFs que queiram se cadastrar para a realização de vacinação contra brucelose deverão procurar diretamente os Serviços Estaduais de Defesa Sanitária Animal.

*Com informações da ADAF

News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.