Publicidade
Cotidiano
Proposta

Melo quer criar sistema para concentrar dados administrativos do Estado

Os deputados querem mais explicações sobre a matéria e o líder do Governo, deputado David Almeida, retirou, ontem, a proposta da pauta de votação. 03/09/2016 às 20:18 - Atualizado em 03/09/2016 às 20:20
Show dsc6530 500x333
Melo quer criar na estrutura do Executivo o Sistema Estadual de Informações (SEI). Parlamentares cobram mais explicações sobre a proposta. (Foto: Valdo Leão/Secom)
Janaína Andrade Manaus

Em sessão compensatória, a Assembleia Legislativa do Estado (ALE-AM) segurou a votação do projeto do Executivo que cria o Sistema Estadual de Informações (SEI). Os deputados querem mais explicações sobre a matéria e o líder do Governo, deputado David Almeida, retirou, ontem, a proposta da pauta de votação.

O parlamentar afirmou que no dia 12 de setembro, o diretor presidente da Processamento de Dados Amazonas S.A (Prodam), Márcio Silva de Lira, estará na Casa para explicar a matéria para os deputados. “Ele virá fazer as reposições do projeto”, disse.

O projeto do Executivo concebe um sistema que reunirá informações de toda a estrutura administrativa e financeira do Estado. Segundo informações do titular do Prodam, a proposta é implantar um modelo de gestão pública que permitirá uma reorganização, controle e otimização da administração do Estado.

 “Esse não é um sistema físico, é uma abstração, é uma regulamentação. Hoje se tem muita dificuldade de acesso para tomada de decisão, tanto por parte de governadores de maneira geral, como de secretários, de gestores. Essa dificuldade de acesso a informação acaba gerando falta de visão integrada da informação, então, por exemplo, será que existe algum vinculo entre jovens de 15 a 18 anos que estudam a noite e o índice de criminalidade? E se tiver, será que isso pode culminar em ações sociais? Então essas são perguntas que podem ter respostas. A idéia é que com o SEI essas respostas sejam simples”, expicou Lira.

Segundo ele, esse sistema já é utilizado pela iniciativa privada, e no caso do Governo do Paraná e do Espírito Santo, o Sistema, já é “maduro”. “Esse foi um dever de casa nosso em parceria com a Seplancti, atendendo uma demanda do Governo do Estado. O SEI vai se alimentar do Sistema de Planejamento do Amazonas. A Prodam é o órgão executor das atividades. A lógica de funcionamento disso é, por exemplo, eu tenho dados tributários, eu tenho dados financeiros, eu tenho dados de segurança, e esses dados podem virar informação. Essas informações dão oportunidades para decisões estratégicas e que viram ações do Governo.

A proposta também refletirá em melhor transparência do Estado, proporcionando ao cidadão maior controle e conhecimento dos atos do Governo do Amazonas. “Isso tudo com uma visão transparente para o cidadão, que é quem realmente importa”.

Para o diretor presidente da Prodam, o Sistema, “sem dúdiva” trará redução nas despesas do Estado. “Primeiro porque ele vai subsidiar esse planejamento de tomada de decisão. Segundo porque ele permitirá que os gestores tenham acesso a informação de maneira rápida, e isso por si só já traduz-se em economia. Teremos mecanismos para aplicar a tecnologia de maneira estratégica e inteligente”, concluiu.

Saiba Mais

O projeto do Governo do Estado que quer criar o Sistema Estadual de Informações (SEI) chegou à Assembleia Legislativa do Estado (ALE/AM) na terça-feira, 30 de agosto, de acordo com o deputado David Almeida. Para parlamentares de oposição, o Sistema faria o que o Portal da Transparência já deveria fazer.

Publicidade
Publicidade