Domingo, 23 de Janeiro de 2022
POLÍTICA

Menezes dispara contra Marcelo Ramos: 'Duvido muito que se reeleja'

De saída do PL, vice-presidente da Câmara chegou a denunciar um contrato de R$ 3,6 milhões entre a gestão de Menezes na Suframa e a Construtora Brilhante



show_marcelo_ramos_e_coronel_menezes_5C529893-F987-44AF-B5EF-267022A2F1E5.jpg Foto: Divulgação
07/12/2021 às 19:31

Com a confirmação da desfiliação do deputado federal Marcelo Ramos (sem partido) do PL, o ex-superintendente da Zona Franca de Manaus, Alfredo Menezes, afirmou que Ramos “já vai tarde''. Ele emendou dizendo que no PL não há espaço para comunista.

“Se tiver vergonha na cara vai se assumir comunista e deixar de enganar o povo do Amazonas querendo ser liberal. Duvido muito que se reeleja”, provocou Menezes, que é virtual candidato ao Senado Federal. 



Nos 19 meses que esteve no comando da Suframa, Alfredo Menezes teve vários embates com a bancada federal do Amazonas no Congresso Nacional, especialmente, com o vice-presidente da Câmara, Marcelo Ramos.  

Marcelo chegou a denunciar um contrato de R$ 3,6 milhões entre a gestão de Menezes na Suframa e a Construtora Brilhante. O deputado apontou que supostamente houve indícios de corrupção e favorecimento a um amigo de Menezes. 

Na época, a própria Suframa informou que o contrato era uma recomendação do Tribunal de Contas da União (TCU), que posteriormente foi desmentida pelo TCU. O ex-superintendente, que é afilhado de casamento do presidente Bolsonaro, chegou a dar satisfações a Jair Bolsonaro pessoalmente no começo de 2020. 

Menezes, que concorreu a prefeitura de Manaus no ano passado pelo Patriota, deve ser o candidato do presidente Jair Bolsonaro ao Senado. Mais cedo, Ramos anunciou a sua saída do PL. 

Segundo ele, o presidente da sigla, Waldemar Costa Neto, se comprometeu a não questionar o mandato de Ramos no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e a permanência na vice-presidência da Mesa Diretora.

Entretanto, a sua saída definitiva só vai acontecer caso ele consiga uma Medida Cautelar no TSE evitando a perda do mandato. Até lá, Marcelo Ramos disse que deve esperar a abertura da janela partidária em abril. 

Desde a confirmação da filiação de Bolsonaro no PL, Alfredo Menezes se aproximou do presidente estadual do partido no Amazonas, o ex-senador e ex-ministro dos Transportes no governo Lula e Dilma Rousseff, Alfredo Nascimento. 

Ambos tiraram fotos juntos durante o evento de filiação. Para Alfredo Nascimento, a filiação de Bolsonaro no partido fortalece a sua candidatura a deputado federal. Também em 2020, Alfredo Nascimento concorreu a Prefeitura de Manaus, com o apoio do então prefeito Arthur Neto (PSDB), mas ficou na sétima colocação.

Consultado sobre a eventual ida de Marcelo Ramos para o PSB, o presidente de honra da legenda no Amazonas, o deputado estadual Serafim Corrêa, foi lacônico: " vamos aguardar”.

Ramos já fez parte do PSB mas migrou para o partido comandado por Alfredo Nascimento reclamando da falta de espaço na sigla para seu projeto de uma candidatura majoritária, que ocorreu em 2016 quando disputou a prefeitura mas perdeu para Artur Neto.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.