Publicidade
Cotidiano
Notícias

Menina de 13 anos usa o celular e flagra homem cometendo ato obsceno na frente de crianças em Manaus

A polícia teve de impedir que o acusado fosse linchado pelos moradores vizinhos. O caso foi levado para a Delegacia Especializada na Proteção da Criança e ao Adolescente (Depca). 17/05/2013 às 23:16
Show 1
Roberto Cortes Araújo, casado e pai de dois filhos, irá responder por 'Ato Obsceno'
Bruno Strahm Manaus (AM)

O funcionário da Marinha Mercante Brasileira, Roberto Cortes Araújo, 58, foi detido no fim da tarde desta sexta-feira (17) por policiais militares, após ser flagrado se masturbando na frente de crianças da comunidade Cristo Rei, Ramal Anaconda, bairro Tarumã, Zona Oeste de Manaus. Uma menina de 13 anos gravou o ato com um celular escondido.

Revoltados, os moradores cercaram a casa de Roberto e policiais da 20º Companhia Interativa Comunitária (Cicom) escoltaram o acusado até a Delegacia Especializada na Proteção da Criança e ao Adolescente (Depca).

Uma menina de 13 anos de idade –  que, segundo moradores, era sempre abordada por Roberto –, usou uma câmera de celular e flagrou o acusado se masturbando na frente de crianças, nesta sexta-feira (17).

Ela já havia informado a mãe sobre os atos obscenos. A menina resolveu fazer isso porque sua família não acreditava que isto acontecia. “Minha neta já havia que dito que isto estava acontecendo há meses mas nós achávamos que era tolice de criança”, lamenta a avó Giovana Gonçalves.

De acordo com a menor, ele sempre oferecia doces para as crianças da área e pedia para que elas fossem até sua casa, o que nunca ocorreu. “Estou revoltado, minha filha tem três anos e poderia ter sido estuprada por esse tarado. Ele sempre foi muito estranho, nunca fala com ninguém e passa meses fora e depois retorna”, disse o pai, Erivan Cavalcante.

Na Depca, foi realizado um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) por ato obsceno. Segundo informações do investigador Mauro, o vídeo será usado como prova e o juiz irá decidir quais as sanções Roberto Cortes Araújo poderá sofrer. Os pais, as crianças e o acusado serão ouvidos pelo delegado Rafael Guevara.

Sobre a natureza das acusações, Roberto Cortes Araújo, que é casado e pai de dois filhos, disse que tudo não passa de uma armação. “Eles quebraram toda a frente da minha casa porque nunca gostaram de mim”, afirmou.

Ao ser perguntado sobre o conteúdo do vídeo, o acusado não quis se manifestar. A reportagem teve acesso às imagens e constatou que o vídeo existe e mostra a imagem de um homem, com as características do acusado, dentro do pátio de sua residência acariciando os mamilos e se masturbando.

Publicidade
Publicidade