Publicidade
Cotidiano
Notícias

Mercado de beleza cresce cada vez mais no Brasil

Em 2013, o brasileiro gastou R$ 36,24 bilhões para cuidar da aparência e bem-estar, segundo levantamento da Pyxis Consumo 18/01/2015 às 15:09
Show 1
Em 2013, o brasileiro gastou R$ 36,24 bilhões para cuidar da aparência e bem-estar
ACRITICA.COM Manaus (AM)

O mercado da beleza não para de crescer no Brasil. Em busca de uma aparência perfeita, o brasileiro movimenta cada vez mais o segmento. O País já tem o terceiro maior mercado de beleza, ficando atrás apenas dos Estados Unidos e do Japão, segundo dados da Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (Abihpec). 

Em 2013, o brasileiro gastou R$ 36,24 bilhões para cuidar da aparência e bem-estar, segundo levantamento da Pyxis Consumo, ferramenta de dimensionamento de mercado do Ibope Inteligência. Esse aumento gradativo da busca de homens e mulheres por serviços estéticos demanda, por sua vez, profissionais qualificados.

Por esse motivo, as instituições de ensino investem mais no segmento. De olho nesse nicho de mercado, a Faculdade Estácio Literatus passa a oferecer, a partir deste ano, um novo curso de graduação, o de Estética e Cosmética, preparando profissionais para atuarem na área.

Oportunidade

Segundo a coordenadora do curso, Tatiana Mori, a instituição percebeu a movimentação do mercado, o crescimento da busca pela profissionalização nessa área, o aumento das campanhas pela qualidade de vida e a própria inversão da pirâmide de desenvolvimento, apontando para uma expectativa de vida muito maior, hoje, em função, principalmente, da alimentação e dos cuidados com o corpo. 

Com base em todos esses aspectos, a instituição oferece para quem deseja se profissionalizar nessa área, a possibilidade de fazer um curso com professores qualificados e laboratórios equipados, para que o aluno chegue ao mercado de trabalho capacitado para atuar nas diversas áreas que o segmento abrange hoje.  



Segmento promissor

A coordenadora do curso de estética e cosmética da Estácio Literatus, Tatiana Mori, lembra que um dos motivos para o crescimento acelerado do mercado é a procura dos homens pelo mercado estético, criando mais um segmento a ser explorado pelos profissionais da área. “A vaidade do homem, que hoje procura cuidar mais da aparência, é também uma ótima oportunidade de trabalho para quem está capacitado a atender esse público”, explicou. 

A coordenadora explica que ao se matricular no curso de estética da Estácio, por exemplo, o aluno aprenderá a dominar habilidades para atender esse e outros públicos. “O conteúdo é dividido em três áreas: capilar, facial e corporal, além de podologia. O aluno aprenderá itens como avaliação dos pedidos dos clientes e busca pelo resultado almejado, terá acesso aos laboratórios e vai realizar os diversos procedimentos da profissão”. 

Publicidade
Publicidade