Publicidade
Cotidiano
Notícias

Mercado imobiliário de Manaus voltará a crescer, mas lentamente, diz empresário do setor

Os novos projetos, que deverão ser realizados a partir desse ano, não serão feitos na velocidade dos áureos tempos do setor, entre 2010 a 2012 12/03/2015 às 21:54
Show 1
Se com essa expansão, o custo do metro quadrado vai subir ou descrescer, ainda é uma incógnita
Saadya Jezine Manaus (AM)

O empresário Jorge Ayub afirma que ainda existem áreas em Manaus que precisam de novas incorporações, e em perfis diversificados.  No entanto, esses novos projetos deverão ser realizados a partir desse ano, mas não com a velocidade que tiveram nos áureos tempos, entre 2010 a 2012. 

Boa parte desse movimento deve ser concentrar na região metropolitana da capital. Iranduba, por exemplo, deverá ser contemplada com alguns novos empreendimentos, atendendo à demanda local. Atualmente, obras foram iniciadas e é uma tendência crescente no mercado a expansão do mercado na margem direta do Rio Negro. 

Custo

Se com essa expansão, o custo do metro quadrado vai subir ou descrescer, ainda é uma incógnita. Segundo o corretor Leandro Dias, quatro fatores definem o custo do metro quadrado: localização, tipo do produto e a marca que assina esse produto. 

O metro quadrado mais caro em Manaus está nos bairros Ponta Negra e Adrianópolis. Pertencem ao padrão tipo A, com projetos residenciais de grande porte e que atendem as necessidades de educação, alimentação e entretenimento em sua localidade.Outra área promissora e que já está expansão é a Morada do Sol, no Aleixo.

Publicidade
Publicidade