Publicidade
Cotidiano
Notícias

Mercado imobiliário segue desaquecido em Manaus, mas é o segundo melhor do País

Apesar do índice baixo, a capital amazonense ocupa o segundo lugar, ficando atrás apenas de Porto Alegre, principal cidade do Rio Grande do Sul 12/03/2015 às 14:56
Show 1
Índice de velocidade de vendas baixo em Manaus
Saadya Jezine Manaus (AM)

O Sindicato da Indústria da Construção Civil do Amazonas (SINDUSCON-AM) apresentou na manhã desta quinta-feira (12) o Índice de Velocidade de Vendas (IVV), referente ao ano de 2014: em Manaus, o índice calculado de janeiro a dezembro do ano passado foi de 8,47%. Em 2013 a pesquisa não foi realizada, mas em 2012, no mesmo período, esse nível chegou a 39,20%, destacando a queda de 30,73% em dois anos.

Para o diretor do Conselho Regional de Corretores de Imóveis (CRECI), Leandro Dias, o atual cenário econômico nacional reflete no planejamento e programação das incorporadoras e construtoras e consequentemente, na vontade do consumidor adquirir ou não um imóvel.

“A consequência das quedas dos indicadores de crescimento do país reflete diretamente na capacidade de endividamento do brasileiro, já que a taxa de juros está mais alta, e o financiamento mais caro. Com isso, menos consumidores no mercado e menos produtos a oferta”.

Mesmo diante da queda significativa de IVV em Manaus, a cidade ocupa o segundo lugar, ficando atrás apenas de Porto Alegre, onde o índice é de 8,92%. Este representado pela razão entre as unidades vendidas no período e as unidades ofertadas no mesmo período.

Atualmente, estão disponíveis 2 bilhões de imóveis no mercado imobiliário em Manaus, e a média de financiamento mensal é de 60 a 80 milhões.

Publicidade
Publicidade