Publicidade
Cotidiano
Meta vacinação HPV

Meta do governo do Amazonas é vacinar 120 mil jovens contra o vírus HPV

A campanha de vacinação contra o vírus HPV é voltada para pessoas que nasceram nos anos de 2000, 2001 e 2002 12/08/2013 às 07:16
Show 1
Na primeira etapa da campanha foram disponibilizadas 120 mil doses de vacina
Jornal A Crítica Manaus

Nos 61 municípios do interior do Amazonas, quase 64 mil meninas com idade entre 11 e 13 anos vão receber a primeira dose da vacina contra o vírus causador do câncer do colo do útero. O Governo do Estado lançou, sábado, no Município de Borba (a 150 quilômetros de Manaus), a Campanha de Vacinação contra o HPV para os municípios do interior.

“Vamos chegar a todas as escolas. A vacinação será aqui na sede e também na área rural. Como temos que ter uma grande logística, as secretarias estaduais e municipais devem se unir para que possamos chegar em todas as comunidades e nenhuma menina na faixa de 11, 12 e 13 anos deixe de se vacinar”, disse o governador Omar Aziz, durante a solenidade de abertura da campanha para os municípios.

A vacinação ocorrerá em todas as escolas estaduais, municipais e particulares. Na capital, onde a ação será realizada em parceria com a Prefeitura de Manaus, a campanha de vacinação contra o HPV foi lançada na sexta-feira.

A imunização contra o papilomavírus humano (HPV, sigla em inglês) obedece a um esquema de vacinação em três doses. De 10 a 30 de agosto as estudantes do Amazonas receberão a primeira dose da vacina. A segunda dose será administrada no período de 10 a 30 de outubro e a terceira, de 10 a 28 de fevereiro de 2014.

Acompanhado dos secretários estaduais de Saúde e Educação, Wilson Alecrim e Rossieli Silva, respectivamente, Omar Aziz chamou a atenção dos pais e responsáveis das estudantes para a importância da autorização para a vacinação.

“Numa clínica particular, as três doses necessárias para a imunização custa entre R$ 800 e R$ 1.000 e o Governo do Estado e a Prefeitura de Manaus estão disponibilizando gratuitamente. É uma oportunidade única para que uma criança, que hoje é sadia, amanhã não seja portadora de uma doença tão terrível”, declarou.

O Amazonas é o primeiro Estado brasileiro a oferecer, gratuitamente, na rede pública de Saúde, a vacina contra o HPV. A meta da campanha é imunizar, no mínimo, 80% desta população prioritária - meninas com idade entre 11 e 13 anos.

De acordo com o secretário estadual da Saúde, Wilson Alecrim, o câncer do colo do útero mata 190 mulheres a cada ano no Amazonas e é responsável pelo adoecimento de 650 mulheres, anualmente, no Estado. A médica ginecologista da Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado (FCecon), Mônica Bandeira de Melo, ressaltou que o câncer do colo do útero é uma doença “100% evitável”. “Chega de tanta mulher morrendo, quando temos uma vacina com 100% de eficácia. A palavra é prevenção”, destacou.

Investimento no programa é de R$ 15,2 mi

O Governo do Estado está investindo aproximadamente R$ 15,2 milhões, sendo R$ 12,2 milhões para a aquisição das vacinas contra o HPV e o restante para as despesas com logística, material de consumo e material educativo de suporte à ação nos 61 municípios do interior.

Para a primeira etapa da campanha foram disponibilizadas 120 mil doses de vacina (90 mil pelo Estado e 30 mil pelo Município de Manaus). Na capital, a prefeitura ficou responsável pela aquisição das vacinas que serão aplicadas para a imunização das meninas matriculadas nas escolas da rede municipal de ensino.

A vacinação, detalhou Alecrim, ocorrerá prioritariamente nas escolas como estratégia para assegurar que as meninas cumpram o esquema de três doses, que garante a imunização contra o HPV. O programa de imunização contra o HPV foi anunciado pelo Governo do Estado no Dia Internacional da Mulher, em março deste ano, e instituído por meio de Lei.

Publicidade
Publicidade