Publicidade
Cotidiano
ENCHENTE

Ministério da Integração Nacional reconhece Situação de Emergência em Ipixuna, no AM

Medida foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta quarta-feira (15). No município, famílias estão desabrigadas devido à cheia do Rio Juruá. Governo afirma que 12 toneladas de ajuda humanitária serão enviadas 15/02/2017 às 11:03
Show ipixuna
Enchente no município tem deixado famílias desabrigadas (Foto: Divulgação)
acrítica.com Manaus (AM)

O Ministério da Integração Nacional reconheceu nesta quarta-feira (15) a Situação de Emergência no município de Ipixuna (distante 1.367 quilômetros de Manaus), interior do Amazonas. No dia 1º de fevereiro, o Portal A Crítica publicou sobre os estragos provocados pela enchente, que desabrigou famílias que moram nas margens do rio Juruá.

Segundo o órgão, a medida foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta quarta é o primeiro passo para que as prefeituras solicitem apoio da Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil (Sedec) para ações emergenciais de socorro, assistência, restabelecimento de serviços essenciais e recuperação de áreas atingidas.

Além de Ipixuna, o Ministério da Integração Nacional reconheceu a mesma situação para as cidades de Rodrigues Alves e Tarauacá (AC), estiagem em Santaluz (BA), enxurradas em Iconha (ES), tornados em Capivari do Sul (RS), e chuvas intensas em Joinville (SC). O órgão informou que a portaria tem vigência de 180 dias.

Para ter acesso a recursos emergenciais, as prefeituras devem apresentar o Plano Detalhado de Resposta (PDR), por meio do Sistema Integrado de Informações sobre Desastres (S2ID), disponível no endereço eletrônico www.mi.gov.br/defesa-civil/s2id.

“Após a análise técnica por equipes da Sedec, o Ministério da Integração Nacional define o valor do recurso a ser disponibilizado”, informou o Ministério da Integração Nacional.

Ajuda humanitária

Ontem (14), a Defesa Civil do Estado informou que enviou 12 toneladas de ajuda humanitária às cidades de Guajará e Ipixuna, na calha do Juruá. O órgão estima que 2.565 famílias foram afetadas devido à enchente.

De acordo com a Defesa Civil, o material já saiu do município polo em Eirunepé e é composto por alimentos não perecíveis, kit´s de medicamentos para a saúde básica, e para prevenir doenças de veiculação hídrica, hipoclorito de sódio para a purificação da água, kit´s dormitório e de higiene pessoal.

As cidades de Juruá, Carauari, Itamarati, Eirunepé e Envira permanecem em Situação de Alerta, com possibilidade de evolução para Situação de Emergência.

Publicidade
Publicidade