Quarta-feira, 17 de Julho de 2019
HUMANIZASUS

Ministério da Saúde premia dois projetos do AM sobre atendimento humanizado no SUS

Nove experiências do País foram premiadas. Os do AM conquistaram o 1º lugar, com UBS Fluvial de Borba, e 3º lugar Dona Lindú, de Manaus



374645.JPG (Foto: Euzivaldo Queiroz/Arquivo A Crítica)
21/12/2016 às 16:24

Dois projetos em vídeo do Amazonas foram premiados pelo Ministério da Saúde nesta quarta-feira (21), em Brasília (DF), por promover o atendimento humanizado no SUS.  No total, nove projetos de todo o Brasil foram premiados. Os documentários do Amazonas conquistaram o 1º lugar, com o "UBS Fluvial", de Borba (AM) e o 3º lugar com "Dona Lindú", de Manaus (AM).

Foram contempladas também as iniciativas de unidades de saúde de Maringá (PR), Blumenau (SC), Salvador (BA), Brasília (DF), Betim (MG), Sete Lagoas (MG) e Goiânia (GO).

“Estamos premiando boas práticas e inovações das instituições que estão no dia a dia, sendo entregues aos usuários do sistema. A humanização tem três pilares que devem atingir, não só o usuário, mas também o gestor e o colaborador. Quando há uma integração destes fatores temos uma entrega muito maior que chega mais forte a cada usuário do sistema. É isso que o HumanizaSUS faz, trabalha a cada dia para levar a todos que compõe o sistema uma maneira mais fácil, mais simples e mais forte de atendimento”, destacou o secretário de Atenção à Saúde, Francisco Figueiredo.

Os projetos viraram documentários para que as iniciativas possam ser multiplicadas em outras localidades. Os vídeos estão disponíveis no canal do Ministério da Saúde e foram escolhidos a partir de uma seleção de 284 inscrições. Uma equipe de 18 apoiadores da Rede Humaniza SUS avaliou até outubro de 2016 as experiências. Entre os critérios para seleção estão a criatividade, o respeito ao tema do edital e o potencial de melhorar o acesso e qualidade no SUS.

A Política Nacional de Humanização (PNH) existe desde 2003 e apoia ações com potencial para produzir mudanças nos processos de atenção e gestão, com foco para as necessidades dos usuários e garantia dos direitos. O objetivo da humanização no SUS é promover a participação ativa, ampliando o diálogo dos gestores, dos profissionais de saúde e da população em processos diferenciados, permeando os diferentes espaços de produção e promoção da saúde.

Desde a criação foram diversos avanços em diferentes regiões do país, como a implementação do acolhimento com classificação de risco, implementação da visita aberta nos hospitais, direito ao acompanhante, implementação das ouvidorias e espaços de diálogo entre gestores, trabalhadores e usuários do SUS, criação de projetos cogeridos de ambiência, apoio para implementação das Boas Práticas de Parto e Nascimento, além das ações transversais com as outras políticas de saúde. Conheça abaixo os projetos premiados.

1. Igaraçu - Canoa Grande. Direção: Fabio Bardella
Tema: UBS Fluvial – Projeto sobre o atendimento dentro do barco no Rio Madeira em comunidades indígenas.
Cidade: Borba – AM.

2. Clínica Ampliada - A Odonto Além da Boca. Direção: Fábio Bardella
Tema: Graduação Odontologia. Projeto com estudantes de odontologia, com enfoque na formação generalista. A universidade insere o jovem na sociedade por meio da clínica no SUS.
Cidade: Maringá – PR.

3. Dona Lindú. Direção: Diogo Martins, Rafael Frazão
Tema: Projeto sobre o parto, a importância do atendimento humanizado no pré-natal no hospital Dona Lindú em Manaus.
Cidade: Manaus – AM.

4. Do que vem antes. Direção: Diogo Martins
Tema: Projeto sobre o atendimento a idosos no Centro de Saúde do Idoso em Blumenau
Cidade: Blumenau – SC.

5. Permaneço eu, permaneço tu, permanecer SUS. Direção: Celina Lerner
Tema: Projeto educacional que envolve secretarias de educação, da saúde e universidade e vários hospitais. O projeto tem o intuito de integrar estudantes no SUS, promovendo melhorias no atendimento.
Cidade: Salvador – BA.

6. Cura e Carinho. Direção: Celina Lerner.
Tema: Projeto sobre o atendimento no ambulatório de hanseníase, doença que estigmatiza os pacientes. Aborda o tratamento em rede e humanizado da hanseníase.
Cidade: Brasília – DF.

7. Cersami - A clínica feita por muitos. Direção: Alice Riff
Tema: Projeto de Saúde Mental, similar ao CAPS, que faz atendimento juvenil de casos de psicose e neuroses graves. Os jovens fazem natação, cozinham e as atividades ajudam a reduzir a medicalização.
Cidade: Betim – MG

8. Doulas: O toque que faz a diferença. Direção: Alice Riff
Tema: Projeto sobre o trabalho das doulas integrado ao dos profissionais de saúde do hospital Nossa Senhora das Graças, em Sete Lagoas, que faz em média 400 partos por mês.
Cidade: Sete Lagoas – MG.            

9. HDT. Humanização Contagiante. Direção: Quelany Vicente
Tema: Projeto no hospital de Doenças tropicais em Goiânia.. O projeto trata da maneira como os profissionais se relacionam entre si e com os pacientes. A humanização está em todos os sentidos, principalmente no atendimento.
Cidade: Goiânia – GO.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.