Publicidade
Cotidiano
Notícias

Ministério Público vai abrir 75 vagas em concurso público para atuar no interior do Amazonas

Cargo de oficial de promotoria exige apenas o nível médio e garante remuneração de R$ 4 mil. Aprovados irão atuar em comarcas do interior do Estado 13/02/2015 às 09:36
Show 1
Todos os aprovados no concurso do Ministério Público Estadual vão atuar em comarcas do interior do Amazonas
Lúcio Pinheiro Manaus (AM)

O Ministério Público do Estado do Amazonas (MPE-AM) prepara para este ano um concurso público para o cargo de oficial de promotoria, que exige o nível médio completo. A informação é do procurador-geral de Justiça, Fábio Monteiro.

Segundo o procurador-geral, serão oferecidas 75 vagas e todos os aprovados irão atuar em comarcas do interior do Estado. De acordo com Monteiro, com os benefícios, o salário de um oficial de promotoria pode chegar a R$ 4 mil.

“O oficial de promotoria é o servidor que dá suporte ao promotor no município, em cumprimento de diligências, como cumprir notificações, digitar depoimentos”, explica Monteiro. Segundo ele, atualmente, essa tarefa é exercida por funcionários cedidos pelas próprias prefeituras locais.

Monteiro informou que o projeto do concurso público está em fase de conclusão para ser enviado ao colégio de procuradores. Se aprovado, será contratada uma instituição para preparar o edital e cuidar de toda a organização do certame.

“Serão oferecidas 75 vagas para o interior do Estado. E o número de vagas é maior que o de comarcas existentes porque há comarcas que têm mais de uma promotoria”, disse o procurador-geral.

TJ-AM

Na quarta-feira, a presidente do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJ-AM), desembargadora Graça Figueiredo, anunciou que fará este ano seis concursos e uma seletiva para estágio. Os certames programados para 2015 oferecerão um total de 130 vagas, das quais somente 50 destinados à capital; mais 28 bolsas de estágio.

O número se refere às oportunidades nos níveis fundamental, médio e superior no interior do Estado — Anamã, Autazes, Anori, Beruri, Caapiranga, Careiro, Careiro da Várzea, Coari, Codajás, Manaquiri, Novo Airão, todos da 7ª Região; Itacoatiara, Itapiranga, Maués, Nova Olinda do Norte, Presidente Figueiredo, Silves e Uricurituba, da 8ª Região. Somente a seleção de 28 estagiários e de 50 juízes substitutos será realizada para candidatos de Manaus.

Publicidade
Publicidade