Publicidade
Cotidiano
visita

Ministro da Defesa vai a Tabatinga em meio a cobrança por reforço nas fronteiras

Visita acontece nesta quinta-feira. Área da Tríplice Fronteira com Peru e Colômbia é apontada como a maior entrada de drogas na região amazônica 18/01/2017 às 10:25
Show 1055477 1   ebc 24.11.2016 2627
Raul Jungmann vai visitar Tabatinga e Japurá nesta quinta-feira (Foto: ABr)
Amanda Guimarães Manaus (AM)

O Ministro de Defesa, Raul Jungmann, chega nesta quinta-feira (19), no município de Tabatinga, no interior do Amazonas, a 1110km de Manaus, para visitar as fronteiras com Peru e Colômbia .

A região da Tríplice Fronteira é apontada como uma das principais entradas de drogas na região Amazônica. Ontem durante reunião com o Ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, o secretário de Segurança Pública do Amazonas, Sérgio Fontes, destacou a necessidade do apoio federal no combate ao tráfico nesta área.  “É urgente a proteção das nossas fronteiras e a integração das inteligências. Essas medidas são essenciais. Os estados da Amazônia são fronteiriços com os dois maiores países produtores de cocaína (Colômbia e Peru) e o Brasil é hoje o segundo maior consumidor desse tipo de droga. Para se ter uma ideia, a criminalidade existente hoje no Amazonas gira quase que exclusivamente em torno do tráfico internacional de substâncias entorpecentes e essa proteção das fronteiras não é de competência do estado, mas da União Federal”, explicou Sérgio Fontes, 

A assessoria do Ministério de Defesa informou que Jungmann chega pela parte da manhã na cidade de Tabatinga, e de barco segue para a Vila Bittencourt, no município de Japurá, onde deve conhecer o Terceiro Pelotão Especial da Fronteira. Em seguida, o ministro deve voltar para Tabatinga, dessa vez para conhecer o Hospital do Exército.

Pela noite, segundo a assessoria, o ministro visita a Capitania dos Portos em Tabatinga, com a realização de uma coletiva. Depois da conclusão dessa atividade, Raul segue para a cidade de Dourados, no estado de Mato Grosso do Sul, para supervisionar o trabalho de segurança e defesa das fronteiras feita pelos militares das Forças Armadas e para conhecer o Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras (Sisfron).

Presídios

Nesta quarta-feira (18), durante coletiva na Esplanada dos Ministérios, em Brasília, o ministro anunciou o plano de emprego das Forças Armadas nos presídios brasileiros. A ação acontece depois dos motins nos presídios do Amazonas, Roraima e Rio Grande do Norte. 

Publicidade
Publicidade