Sexta-feira, 15 de Novembro de 2019
Notícias

Ministro do STJ, amazonense está cotado para assumir cadeira no Supremo Tribunal Federal

Mauro Campbell é um dos que aparecem na “bolsa de apostas” que vêm do Norte e Nordeste, regiões que ainda não têm assento na mais alta corte da Justiça brasileira. Sua indicação apresentaria uma espécie de equilíbrio regional 



1.jpg Ministro Mauro Luiz Campbell Marques, atualmente no Superior Tribunal de Justiça (STJ)
11/02/2015 às 16:36

A presidente Dilma Rousseff deve escolher nos próximos dias o novo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) e um dos nomes cotados é o do ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ), o amazonense Mauro Campbell. Outros citados são o presidente da OAB, Marcus Vinícius Coelho, do Estado do Ceará, e advogado pernambucano Heleno Torres.

Esses nomes aparecem na “bolsa de apostas” porque vêm do Norte e Nordeste, regiões que ainda não têm assento na mais alta corte da Justiça brasileira. Atenderiam, portanto, ao equilíbrio regional dentro do STF defendido por grande parte do segmento jurídico.

Os ministros do STJ, Benedito Gonçalves e Luís Felipe Salomão também estariam entre os indicados a compor a 11ª vaga do Supremo, mas são do Rio de Janeiro, assim como o presidente Ricardo Lewandowski, Marco Aurélio Mello, Luiz Fux e Luís Roberto Barroso.  

Ao se verificar a composição do Supremo Tribunal Federal, nota-se que a Região Sudeste comanda a corte, com sete dos atuais dez membros. Além da predominância carioca, São Paulo tem dois representantes: o decano Celso de Mello e Dias Toffoli, e Minas Gerais com a ministra Cármen Lúcia.





A Região Sul conta com dois ministros na Suprema Corte brasileira: Teori Zavascki, do Paraná, e Rosa Weber, do Rio Grande do Sul. E o Centro-Oeste é representado pelo mato-grossense Gilmar Mendes.

Trajetória

O ministro Mauro Luiz Campbell Marques, está no Superior Tribunal de Justiça desde 17 de junho de 2008. É membro da Corte Especial do STJ, da 1ª Seção, da 2ª Turma, da qual é o atual presidente, e da Comissão de Jurisprudência.

No Amazonas, foi promotor de Justiça de 1ª Entrância, titular da Promotoria de Justiça de Manicoré - AM, com atuação também em Novo Aripuanã e Humaitá. Secretário-Geral do Ministério Público do Estado do Amazonas, Secretário de Justiça, de Segurança Pública e Procurador-Geral de Justiça por três vezes.

Caso seja indicado pela presidente Dilma, o ministro Mauro Campbell será o segundo amazonense a ocupar o Supremo Tribunal Federal no período republicano. O primeiro foi o advogado Xavier de Albuquerque, ministro de 1972 a 1983. Chegou à Presidência do STF em dezembro de 1980.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.