Quarta-feira, 17 de Julho de 2019
INOVAÇÃO

Modelo 'Compliance' impacta positivamente forma de gestão no AM

O modelo trata-se de uma educação para gerar resultados que refletem no sucesso das organizações, e consequentemente, na economia.



agora_complicance_dois_450A0C4E-B8E6-4140-AACD-7AF7522B0E61.JPG Foto: Reprodução Internet
24/06/2019 às 05:00

Empresários do ramo judiciário e de consultoria debatem o papel social do Compliance  dentro das empresas. O modelo organizacional visa colocar em prática um conjunto de ações que contribuem para o cumprimento das leis no ambiente corporativo.  Trata-se de uma educação para gerar resultados que refletem  no sucesso das organizações, e consequentemente, na economia.

Ainda tímido no Amazonas, o compliance tem impactado de forma positiva as formas de fazer gestão, inibindo comportamentos que fogem à conduta ética e moral dentro do ambiente de trabalho.

Segundo a advogada e coordenadora de processos regulatórios da VRBF (filial Manaus), Ana Luiza Rebouças, para que as empresas evitem problemas com a Gestão Pública, é necessário estabelecer um processo regulatório que passe por todos os setores.

 “A empresa deve ser ética e transparente. Mas essa regularização deve acontecer da empresa para fora. É basicamente a empresa perante a Administração Pública. O que a empresa precisa fazer para exercer a atividade empresarial de modo correto? De quais autorizações ela precisa? Não se trata apenas de responder à Administração, mas agir de maneira preventiva. E isso só acontece, de fato, se todos os funcionários tiverem conhecimento sobre o código de ética da empresa para qual trabalham”, diz.

Com a Lei Anticorrupção, em vigor desde 2013, a demanda pelo modelo organizacional Compliance ganha destaque em nível nacional. A norma responsabiliza as empresas por atos ilícitos  cometidos pelos funcionários, com multa de até 20% do faturamento bruto anual da empresa. Caso a firma comprove a existência de uma política organizacional que previna fraudes, há redução penal. E por isso, gestores estão se capacitando.

Consultoria

Para o sucesso do Compliance, todos os colaboradores devem entender o funcionamento do processo. Devem compreender a política empresarial. Não se trata de apenas aplicar leis, mas dizer para que elas servem e que diferença o cumprimento delas tende a refletir positivamente nos resultados da empresa e na vida dos funcionários, o que é feito por meio de treinamentos e de uma rotina de acompanhamento diário.

Com foco no desenvolvimento de soluções voltadas à gestão empresarial, a Six Strategic é uma das empresas que oferecem consultoria para as organizações que desejam implementar o Compliance. Segundo os consultores, Fabiola Bizi e Alex Moreira, é preciso que , é preciso que a empresa passe por uma fase de reestruturação.

“Para que as empresas estejam preparadas e consigam passar isso para os funcionários, elas necessitam passar por um aprimoramento de competências. Precisam, em algumas situações, mudar a forma de se comunicar com o funcionário, por exemplo. É preciso, mais do que informar, gerar um ambiente de conscientização que alcance todos os departamentos daquele local”, resumem.

Em instância geral, diante dos desafios do mercado de trabalho contemporâneo, mais especificamente dentro das empresas, os gestores devem trabalhar em um processo de (re)educação para que a ética seja prioridade.

Receba Novidades

* campo obrigatório
News whatsapp image 2019 05 27 at 11.54.48 8d32dbdd 4f80 4c51 b627 e3873c2e56de
Repórter de A CRÍTICA

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.