Segunda-feira, 14 de Outubro de 2019
Notícias

Moradores do Rio Preto da Eva fazem protesto contra retorno de prefeito

A população desaprova a decisão do desembargador Lafaiete Cordeiro, que concedeu liminar contra a suspensão de afastamento do prefeito Luiz Ricardo de Moura Chagas (PRT)



1.jpg Servidores interditam rodovia ateando fogo em pneus e pedaços de madeira
23/09/2013 às 19:18

Aproximadamente 500 moradores do município de Rio Preto da Eva (a 85 quilômetros de Manaus), entre comerciantes, servidores públicos e empresários, fizeram uma manifestação durante a tarde desta sexta-feira (20), chegando a interditar a AM-010 no quilômetro 78, na entrada da cidade. A população desaprova a decisão do desembargador Lafayette Carneiro, que concedeu liminar contra a suspensão de afastamento do prefeito Luiz Ricardo de Moura Chagas (PRT).

Segundo o vice-presidente do Sindicato dos Servidores Públicos de Rio Preto da Eva (Siserpe), Fernandes Silva, a liminar favorável ao Prefeito foi expedida hoje pela manhã, retirando do cargo Ernani Nunes Santiago (PRB), prefeito que estava em exercício.



Ainda segundo Fernandes, problemas como atraso de salários para médicos e professores, não-circulação da rota escolar há cinco meses, 13º salário de 2012 e retroativo da guarda municipal não pagos, foram alguns dos empecilhos deixados por Luiz Chagas.

“Nossa categoria está cobrando algo que é justo, pois o prefeito interino (Ernani Santiago) já estava tomando providências que iriam tornar regular o pagamento dos professores”, disse Fernandes.

Os manifestantes liberaram a rodovia por volta das 17h, após negociação com o tenente Helder do 12º Comando de Policiamento Metropolitano (CPM). Durante o protesto, estiveram presentes o vice-presidente da Câmara Municipal do município, os vereadores Berg Paz (DEM) e Francisco de Assis (PT), além de um grupo aliado do ex-prefeito em exercício Ernani Santiago.  


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.