Domingo, 25 de Agosto de 2019
Perda

Poeta Ferreira Gullar morre de pneumonia aos 86 anos no Rio de Janeiro

O escritor estava internado no Hospital Copa D’Or, na Zona Sul, há cerca de 20 dias devido à insuficiência respiratória



ferreira_gullar.JPG Ferreira Gullar era imortal da Academia Brasileira de Letras (ABL). Foto: Reprodução/Internet
04/12/2016 às 10:28

O poeta, ensaísta, crítico de arte, dramaturgo, biógrafo, tradutor e memorialista, Ferreira Gullar morreu aos 86 anos, neste domingo (4). O escritor estava internado no Hospital Copa D’Or, na Zona Sul do Rio de Janeiro, há cerca de 20 dias devido à insuficiência respiratória.

Ferreira Gullar foi, sobretudo, um poeta que participou de todos os acontecimentos mais importantes da poesia brasileira. Quarto dos 11 filhos do casal Newton Ferreira e Alzira Ribeiro Goulart, ele nasceu José Ribamar Ferreira no dia 10 de setembro de 1930 em São Luiz, no Maranhão.

Militante do Partido Comunista, exilou-se na década de 1970, durante a ditadura militar, e viveu na União Soviética, na Argentina e Chile. Retornou ao país em 1977 e foi preso por agentes do Departamento de Polícia Política e Social no dia seguinte ao desembarque, no Rio.

Foi libertado depois de 72 horas de interrogatório. Depois disso, retornou aos poucos às atividades de crítico, escritor e jornalista. Em 2014, ele foi eleito para a Academia Brasileira de Letras (ABL).

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.