Publicidade
Cotidiano
Notícias

Morte do DJ Marcelo D12 põe comunidade evangélica amazonense em luto

Músico foi um dos pioneiros a introduzir a música eletrônica em eventos cristãos; muito conhecido entre os jovens, era presença marcante em várias atividades 21/02/2016 às 20:04
Show 1
Marcelo D12 agitava os jovens que participavam da Marcha para Jesus
Kelly Melo Manaus (AM)

Será sepultado  na tarde desta segunda-feira (22), às 15h, no cemitério São João Batista, Zona Centro-Sul, o corpo do empresário e DJ Marcelo Cavalcante Casonato, 36, o “Marcelo D12”, que morreu em um acidente de trânsito neste domingo (21), na avenida Efigênio Sales, Aleixo, na Zona Centro-Sul. Marcelo D12 era muito conhecido no meio gospel e admirado, principalmente, pelo público jovem, por ter sido um dos pioneiros na inserção de músicas eletrônicas nos eventos e shows evangélicos no Estado.

O corpo de Marcelo D12 foi velado na arena poliesportiva Amadeu Teixeira, durante a noite, onde milhares de pessoas fizeram questão de prestar as últimas homenagens ao DJ.

De acordo com a polícia, ainda não se sabe ao certo o que pode ter ocasionado o acidente, mas a vítima estava pilotando uma motocicleta Harley Davidson, se chocou contra um poste e foi arremessado para fora da pista. Marcelo estava de  capacete.

“É possível que ele tenha perdido o controle da moto, saindo da pista e ocasionando o acidente”, informou um dos policiais da 16ª  Companhia Interativa Comunitária (Cicom), que esteve na ocorrência.

O segurança  Raimundo Barros trabalhava  próximo ao local do acidente e disse que ouviu apenas o barulho do impacto da colisão. “Ouvi um baque muito forte e vi a cerca de alumínio caindo. Então vim ver o que tinha acontecido, mas ele já estava morto e a moto foi parar mais a frente”, contou.

Amigos lamentam morte

Amigos da vítima relataram que Marcelo D12 era um motociclista prudente. “Infelizmente foi uma fatalidade, mas quem anda de moto está sujeito a isso”, comentou o gerente de vendas, Paulo Lima, que era vizinho de D12.

Emocionado, o  amigo de infância César Oliver, também esteve no local do acidente e lamentou. “Acordei com essa notícia. Somos amigos desde os 15 anos e sempre conversamos sobre música porque eu também sou DJ. Estou chocado porque, pois ele era uma pessoa muito querida”, afirmou.

Repercussão na internet

Nas redes sociais, amigos e admiradores do trabalho de Marcelo D12 lamentaram a morte precoce dele. O apóstolo  Rene Terra Nova, do Ministério Internacional da Restauração (MIR), igreja a qual o DJ pertencia, publicou uma mensagem de despedida. “Ele era um grande embaixador da música, colocou para dançar crianças, adolescentes, jovens, mulheres (...). Quebrou paradigmas. E na condição de embaixador, foi convocado pelo Pai para o retorno ao Reino para onde um dia todos nós vamos apresentar nossos frutos. E agora, Marcelo está no céu”, disse ele, em sua página.

No Facebook, na última postagem de D12, que foi em um evento na noite de sábado, mais de 300 pessoas fizeram comentários para se despedir do músico. A foto publicada possuía quase duas mil curtições até o fechamento desta edição.

Para o amigo Faglison Guedes, o “DJ Profeta”, a morte de D12 pegou a todos de surpresa. “Ele era muito vivo e era uma figura marcante porque prezava pela excelência em tudo o que  fazia. Nós fomos os primeiros a iniciar o movimento da música eletrônica no mundo evangélico há mais de 10 anos e ele quebrou muitos paradigmas. Vai fazer muita falta”, afirmou.

Publicidade
Publicidade