Publicidade
Cotidiano
Notícias

Motorista denuncia falso pastor por venda de terreno no AM

O delegado titular do 31º Distrito Integrado de Polícia (DIP), Elcy Barroso, expediu uma notificação para que os policiais de Manaus e dos municípios próximos, identifiquem e prendam o falso proprietário, que é conhecido como ‘pastor Makson’ 05/03/2013 às 12:54
Show 1
O motorista que tem cinco filho, entre elas uma menina portadora de deficiência, disse que o sonho da casa própria acabou
Bruna Souza Manaus, AM

Após comprar o “terreno dos sonhos”, o motorista Samuel Nascimento Barbosa, 33, descobriu que foi enganado por um suposto pastor no distrito de Cacau Pirêra, no município de Iranduba, localizado na região metropolitana de Manaus. Ele registrou um Boletim de Ocorrência (B.O) na delegacia do município e, desde a última sexta-feira (2), a polícia está à procura de Makson Calmont da Silva, 29 – que é mais conhecido na região como ‘pastor Makson’.

“Eu fui enganado pelo sonho da casa própria. Tenho cinco filhos, entre elas uma menina com deficiência mental de 10 anos, não tenho mais o dinheiro e me tiraram o sonho. Não quero que outras pessoas sejam enganadas. Peço que denuncie este estelionatário”, destacou a vítima.

Samuel encontrou em um jornal o anúncio de um terreno, a venda por apenas R$7 mil. Após procurar o suposto proprietário, acabou pagando por dois lotes que medem ao todo 16 metros de frente por 20 metros de fundo o preço de R$ 12 mil. O terreno fica localizado na rua 6, bairro Nova Veneza, próximo a caixa d’água.

Segundo o motorista, no dia 22 de fevereiro, ele e a esposa estiveram no local e o Makson mostrou uma cópia de um documento autenticado no Cartório da Comarca da 1ª Vara de Iranduba, datado do dia 15 de fevereiro deste ano.



Após negociarem, a vítima marcou com o falso proprietário no mesmo cartório onde o documento falso foi autenticado e outro documento foi expedido depois do pagamento do valor estipulado em espécie. No documento apresentado por Makson, constava que o terreno pertencia anteriormente a Edvaldo Souza da Silva – que também não é o verdadeiro dono –, e que ele havia pago o valor de R$8 mil no dia 16 de outubro de 2010 pelo imóvel.

Baixo preço

De acordo com Samuel, ele chegou a desconfiar do baixo valor cobrado pelo terreno, Mas, o falso pastor informou que ele precisava com urgência do dinheiro, pois sua filha estava internada no Hospital da Criança, em Manaus, e que precisava ser submetida à um procedimento cirúrgico de cateterismo.

O motorista só descobriu que foi enganado no fim de semana, quando foi limpar o terreno e acabou sendo abordado por Jonas Lima, de 27 anos, que informou ser o verdadeiro proprietário do lote de terra.

Makson Calmont é procurado pela polícia do Amazonas, suspeito de estelionato

De acordo com o motorista, o falso pastor tentou enganar outro morador do bairro oferecendo um veículo roubado, mas não conseguiu finalizar a compra, pois o dono do carro conseguiu localiza-lo antes dele receber o valor negociado.

Proprietário

A equipe de reportagem do acritica.com entrou em contato com o proprietário. Ele relatou que a sua mãe chegou a morar no terreno, em uma casa de madeira. Ela saiu do local após um incêndio que destruiu a residência. Depois disso, quatro famílias acabaram invadindo a área. A família é proprietária do terreno há 9 anos.

“Nós ganhamos na justiça a posse do terreno e as famílias tiveram que sair. Agora o rapaz mal intencionado oferece o terreno, que não é dele, por um valor baixo no jornal e as pessoas acreditam. Sentimos pelo Samuel que ficou sem o dinheiro e tem uma filha especial para criar”, destacou.

O delegado titular do 31º Distrito Integrado de Polícia (DIP), Elcy Barroso, expediu uma notificação para que os policiais de Manaus e dos municípios próximos, identifiquem e prendam o estelionatário.

De acordo com a polícia, o nome dado pelo suspeito pode ser falso, pois no endereço que consta no registro policial, ninguém o reconheceu e os policiais continuam à procura do suspeito.

Publicidade
Publicidade