Quarta-feira, 26 de Fevereiro de 2020
RÉU

Motorista que atropelou 18 pessoas no calçadão de Copacabana vira réu

Entre as vítimas, duas morreram, um bebê e um australiano. Antônio Anaquim agora responde a processo por ter mentido ao Detran que sofria de epilepsia



o_motorista_antonio_almeida_anaquim_que_atropelou_17_pessoas_em_copacabana_-_reproducao_internet.jpg Foto: Reprodução/internet
06/06/2018 às 10:34

O motorista Antônio de Almeida Anaquim, que atropelou 18 pessoas em janeiro deste ano no calçadão de Copacabana, na Zona Sul do Rio, se tornou réu. Agora, ele responde a processo criminal por falsidade ideológica. A denúncia foi oferecida pelo Ministério Público Estadual e aceita pelo juiz Marcel Laguna Duque Estrada, da 36ª Vara Criminal.

Segundo a Justiça, Anaquim virou réu por ter mentido ao Departamento de Trânsito (Detran) do Rio dizendo que não sofria de epilepsia para renovar a carteira de habilitação. Ele continuava dirigindo o carro mesmo depois que o Departamento de Trânsito suspendeu a licença dele para dirigir, em novembro de 2014.



À Polícia Civil e ao Ministério Público, Anaquim alegou que sofreu um ataque epilético na avenida Atlântica, em Copacabana, no dia 18 de janeiro deste ano, e que por isso perdeu o controle da direção do veículo que dirigia e invadiu o calçadão, deixando 18 vítimas, entre elas um bebê e um australiano que morreram.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.