Publicidade
Cotidiano
Notícias

Motorista que causou morte de motociclista é preso e indiciado por homicídio qualificado

Brayen foi preso logo após prestar depoimento, mas foram os depoimentos das testemunhas que levaram à prisão dele: elas contaram que o motorista 'jogou' o carro para cima de Rodrigo Elias após uma briga de trânsito 27/01/2016 às 17:03
Show 1
Brayen chorou e se disse arrependido em depoimento
Kamyla Gomes Manaus (AM)

Brayen Santana Siqueira, de 22 anos, recebeu voz de prisão na tarde desta terça-feira (26), no momento em que finalizou seu depoimento no 16° Distrito Integrado de Polícia (DIP). O jovem é apontado pela Polícia Civil como o responsável pela morte do biólogo Rodrigo Elias Costa, 30, após um desentendimento no trânsito no último dia 13.

Ele foi indiciado por homicídio qualificado por motivo fútil. O jovem foi apresentado à imprensa em coletiva na tarde desta quarta-feira (27).

De acordo com o delegado Marcelo Martins,  titular do 16° DIP, os depoimentos prestados pelas testemunhas foram essenciais para a prisão de Brayen. A versão relatada por elas foi praticamente a mesma: o motorista fez a volta e avançou o carro com o intuito de atingir o motociclista.

Durante depoimento prestado na delegacia, o delegado informou que o jovem chorou bastante, disse estar arrependido e que, na hora do ocorrido, não pensou no que poderia acontecer depois.

O mandado de prisão contra Brayen foi expedido na tarde da última sexta-feira (22), pela juíza da 3° Vara do Tribunal do Júri, Mirza Telma.

Na apresentação no 16º DIP, familiares da vítima se fizeram presentes e com cartazes, clamando por justiça. Durante a coletiva, Brayen preferiu manter o silêncio.

Após os procedimentos legais, Brayen será encaminhado à Cadeia Pública Raimundo Vidal Pessoa, no Centro de Manaus.

As circunstâncias

Segundo testemunhas, antes do acidente, em i, trecho da rotatória do Mindu, no Parque Dez,  Rodrigo Elias, que estava em uma moto, e Brayn, que conduzia um carro Fiat Siena, de placas JXK-4201, tiveram uma discussão.

Metros depois, já na av. Maneca Marques, os dois continuaram a briga, quando o condutor do Siena manobrou o carro para cima da motociclista, fazendo Rodrigo cair na pista e ser atropelado por outro veículo, o Fiat Uno de cor azul claro e de placas JWF-5209, relataram testemunhas.  Rodrigo não resistiu à colisão e morreu no local.

Publicidade
Publicidade