Terça-feira, 20 de Outubro de 2020
Zona Franca

Mourão receberá propostas de representantes do setor industrial do AM

Encontro por videoconferência com representantes de associações industriais com o vice-presidente da República terá a entrega de documento com medidas de desenvolvimento por meio da ZFM



show_mour_o_3AC8BA6A-5F11-48BF-BFD4-BBCE8F2CC4A0.jpg Foto: Divulgação
24/08/2020 às 11:31

Representantes das indústrias do Amazonas entregam hoje para o vice-presidente da República, Hamilton Mourão (PRTB), um documento com medidas para o desenvolvimento sustentável do Estado, que passam pelo fortalecimento da Zona Franca de Manaus (ZFM).

Mourão, que coordena o Conselho da Amazônia, participará de um encontro por videoconferência com representantes da Associação Nacional dos Fabricantes de Produtos Eletroeletrônicos (Eletros), Associação dos Fabricantes de Motocicletas e Bicicletas (Abraciclo) e Centro da Industria do Estado do Amazonas (Cieam) e da Federação das Indústrias do Amazonas (Fieam).



O evento começas às 16h (horário de Brasília) e será transmitido pelo canal do Cieam no YouTube. A ideia é construir uma agenda junto ao governo federal dirigida ao desenvolvimento sustentável da Amazônia. “Esperamos com a sua participação colher frutos valiosos, inclusive que nos possibilite elementos de salvaguarda para a defesa do nosso Projeto ZFM na Reforma Tributária em discussão no Congresso” disse o presidente da Fieam, Antônio Silva, o mediador da reunião.

Presidente da Eletros, Jorge Júnior defende que o imposto gerado pelo polo industrial seja aplicado na região. “A gente entende que esse recurso tem que ser reinvestido na região para diversificação da economia e para que não fique baseada no pólo industrial e se aplique em piscicultura, mineração responsável e atração de novos investimentos”, apontou.

Ressalta ainda que a produção de riqueza, hoje concentrada em Manaus, se estenda aos interiores do Estado. “A ideia é utilizar os recursos gerados pelo PIM e investir em infraestrutura, levar a internet para o interior da Amazônia e fazer o balizamento dos rios para que haja mais segurança, principalmente na calha do Solimões”, disse.

De acordo com a economista Denise Kassama, qualquer discussão sobre o desenvolvimento do Amazonas, precisa passar pela questão da ZFM. “A ZFM tem um papel inequívoco na economia regional e é muito mal interpretada no resto do país e até por parte da equipe econômica do governo federal”, enfatizou.

“Hoje, todas as discussões sobre desenvolvimento não falam mais de alternativas econômicas a ZFM, simplesmente porque efetivamente não há algo que a substitua. O que realmente precisamos é buscar novas matrizes econômicas que possam ser agregadas e assim minimizar a dependência econômica ao modelo”, defendeu.

Denise Kassama disse que explorar o potencial econômico da biodiversidade é fundamental, desde que aconteça com responsabilidade e sustentabilidade ecológica. “Atividades como turismo sustentável também são grandes geradoras de emprego e renda verticalmente. A bioeconomia é possível no meu entendimento. Mas para isso também é fundamental investimentos públicos e privados para melhorar a infraestrutura e a logística”, explicou.

Comentário de Osíris Silva, economista

“A ZFM precisa avançar posicionamentos, sair da monocultura da ZFM em si, do PIM em si, para um novo modelo, uma nova matriz econômica em que envolva fundamentalmente a bioeconomia, exploração sustentável da biodiversidade a par do modelo industrial hoje em vigor, que se insere a partir dos incentivos fiscais concedidos às empresas instaladas no distrito industrial.

O próprio Polo Industrial de Manaus, dentro de qualquer proposta que se possa preconizar para a expansão do modelo ZFM, terá que promover mudanças importantes, avançar tecnologicamente e eu diria no padrão da indústria 4.0 para que tenha condição competitiva com a comunidade industrial internacional. O PIM terá que escutar mercados, porque o Brasil é tangido a abrir sua economia de qualquer maneira, e lamentavelmente o Brasil vai ter que abrir. Também nenhuma economia sobrevive apenas com base no seu próprio mercado interno”.

Maria Luiza Dacio
Repórter do Caderno A do Jornal A Crítica

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.