Sexta-feira, 06 de Dezembro de 2019
PROTESTOS

'Muda Senado' realiza manifestação contra ministros do STF nesta quarta (25)

Movimento pede o impeachment do Ministro Gilmar Mendes, além de exigir mais transparência no Judiciário. Organizadores esperam 100 mil manifestantes na Esplanada dos Ministérios, em Brasília



2018-04-04t202613z_17153183_3C03D513-C482-4420-9F2E-848394F590FC.jpg Foto: Marcelo Camargo / Agência Brasil
24/09/2019 às 13:24

O 'Muda Senado', movimento representado por senadores do Brasil, realizará, juntamente com outras organizações políticas, uma manifestação nesta quarta-feira (25), com o objetivo de pedir a abertura da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) e, também, pedir a análise dos processos de Impeachment dos ministros Dias Toffoli, Alexandre de Moraes e Gilmar Mendes. O ato acontecerá às 14h, na Praça dos Três Poderes, em Brasília - DF. A expectativa dos organizadores é que 100 mil pessoas participem da ação.  

Ao jornal Manaus Hoje, o senador do Amazonas Plínio Valério, falou, com exclusividade, que a manifestação reunirá todos os segmentos organizados para 'frear' os desmandos dos ministros do STF. Quarenta e quatro movimentos em todo o Brasil devem participar do protesto, dentre eles o 'Nas Ruas', 'Vem Pra Rua', 'República de Curitiba', 'Direita Brasil', e outros. 



"Minha participação será comparecer para reafirmar a importância da instalação da CPI e, ao mesmo tempo, assumir o compromisso de não desistir. Vai ser prazeroso estar nas ruas com a população e gritar o mesmo grito. E o que será mais gratificante: nada a ver com política partidária ou eleições", disse. 

Um dos líderes do 'Nas Ruas', o jovem Amazonense Matheus Dias, de 21 anos, que tem ganhado notoriedade nacionalmente, destaca que a manifestação foi convocada pelo 'muda Senado', e que mais de vinte senadores, como Lasier Martins (Podemos), Plínio Valério (PSDB), Major Olímpio (PSL), líder do Governo no Senado, Marcos do Val (Podemos), e Alvaro Dias (Podemos), estarão participando das reivindicações.

"A gente entende que já passou da hora de frearmos os abusos cometidos por membros do Supremo Tribunal Federal. Decisões questionáveis de soltar criminosos presos por corrupção, interferências nas decisões do poder legislativo e Executivo, e perseguições politicas à críticos da suprema corte. O que exigimos do presidente David Alcolumbre é que os pedidos de impeachment sejam analisados de acordo com o que estabelece a lei. Havendo crime, que eles sejam devidamente punidos", exigiu.

Justificativa 

Ainda conforme Matheus, no pedido de impeachment de Gilmar Mendes existem diversas denúncias sobre atividades político-partidárias e vantagens econômicas ilícitas pessoais, familiares e empresariais em campanhas eleitorais municipais relacionadas ao irmão, casos de suspeição e até mesmo de sua posição em relação à diminuição da pena do ex-presidente Lula. 

"Defendemos, também, que Toffoli venha perder seu mandato de ministro, pois cometeu crime de responsabilidade ao abrir um inquérito para apurar ofensas ao STF. E no caso do Alexandre de Moraes, porque agiu como Ministério Público ao tomar frente em investigações", finalizou.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.