Sábado, 24 de Agosto de 2019
Notícias

Na CMM, suplentes substituirão parlamentares eleitos no pleito de 2014

Três membros da Câmara Municipal de Manaus se elegeram nas eleições deste ano, todos para a Assembleia Legislativa do Estado. Os novos deputados ainda teriam dois anos de mandato como vereador pela frente e têm até o fim de janeiro para renunciar ao cargo



1.jpg Os suplentes devem assumir a vaga na CMM em fevereiro de 2015.
07/10/2014 às 09:30

O fim das eleições no âmbito legislativo acabou por desfalcar a Câmara Municipal de Manaus (CMM). Três vereadores da Casa conseguiram se eleger para o cargo de deputado estadual e têm de deixar a função até o dia 31 de janeiro de 2015. Os parlamentares serão substituídos por seus suplentes, que terão dois anos de mandato a ser cumprido. Entre os substitutos estão um líder comunitário, um médico e uma pastora evangélica.

A Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE-AM) terá dez novos membros e, entre eles, estão três atuais vereadores: Bosco Saraiva (PSDB), eleito com 22.802 votos; Carlos Alberto (PRB), que recebeu 24.843 votos; e Dr. Gomes (PSD), com 16.764 votos, todos eleitos no pleito deste domingo (5). Até fevereiro do ano vêm, os suplentes deverão assumir a vaga na CMM.

Para a vaga de Bosco Saraiva, que é o atual presidente da casa, assumirá o médico Dr. Ewerton Wanderley, que já atuou como vereador na atual legislação, entre março a novembro de 2013. Na ocasião, o suplente assumiu a vaga do vereador Plínio Valério (PSDB), que havia assumido provisoriamente a cadeira de Pauderney Avelino na ALE-AM, que se licenciou para exercer o cargo de secretário de Educação de Manaus.


A cadeira do parlamentar Carlos Alberto será ocupada pelo líder comunitário Antônio Carmo de Lima, mais conhecido como Ceará do Santa Etelvina, que é o primeiro suplente da coligação  PRB/DEM. No pleito de 2012, o futuro vereador recebeu 2.611 votos pela Coligação “Renova Manaus”.


Já o substituto do vereador Dr. Gomes será Luciana Alves da Silva, a pastora Luciana, que é a segunda suplente da coligação PP/PSD/PCdoB. Quem assumiria a vaga seria a atual vereadora Glória Carrate (PSD), que seria a primeira na lista de suplência. No entanto, a parlamentar já está na CMM em decorrência da saída de Ronaldo Tabosa. No pleito de 2012, Luciana recebeu 5.654 votos pela Coligação “Melhor Pra Manaus”.


Nova vereadora foi detida por crime eleitoral

A pastora Luciana participou das eleições de 2014 como candidata a deputada estadual pelo Partido Progressista e chegou a ser detida pela polícia, acusada de crime eleitoral. Na ocasião, a futura parlamentar da CMM foi flagrada distribuindo matéria de campanha e acabou sendo levada para a sede do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), baseada na Faculdade Nilton Lins, na Zona Centro-Sul de Manaus.


Segundo os agentes da PF, a futura vereador estava distribuindo "santinhos" na escola Osmar Pedrosa, na Cidade Nova, na Zona Norte de Manaus. A então candidata foi ouvida pelos agentes da Polícia Federal, assinou um Termo Circunstancial de Ocorrência (TCO) e em seguida foi liberada, mas ainda responderá por crime eleitoral.



Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.