Sexta-feira, 18 de Outubro de 2019
Na Itália

Na Itália, projeto cria cidades amigáveis para pessoas com Alzheimer

De forma geral, a meta é conscientizar desde o "comerciante da esquina" até os motoristas de ônibus a viverem de forma amigável com pessoas que sofram algum tipo de problema mental



aa.JPG O projeto inclui a compreensão de quais são as necessidades dos doentes e como eles podem contribuir positivamente para a cidade
11/08/2016 às 09:34

Chegou à cidade italiana de Abbiategrasso, nas proximidades de Milão, o projeto Dementia Friendly Community (Comunidade Amigável para Demência), que tenta mudar a percepção sobre as doenças mentais e inserir as pessoas afetadas por essas patologias na sociedade.

O projeto inclui a compreensão de quais são as necessidades dos doentes e como eles podem contribuir positivamente para a cidade. Além disso, tem o objetivo de quebrar estigmas e preconceitos, incentivar o mercado de trabalho a contratá-los, adequar o transporte público e promover a inclusão em programas culturais. De forma geral, a meta é conscientizar desde o "comerciante da esquina" até os motoristas de ônibus a viverem de forma amigável com pessoas que sofram algum tipo de problema mental.

A ação, que deve chegar a outras cidades italianas em breve, é uma iniciativa da Alzheimer's Society, realizada em parceria com o governo britânico.

A ideia surgiu após uma pesquisa realizada em 2013, quando foi constatado que no Reino Unido existe meio milhão de pessoas com problemas mentais e um terço delas estão vivendo por conta própria. Isso é preocupante, pois doenças mentais, como Alzheimer, autismo e outras síndromes, podem se agravar quando o paciente se isola.

O programa ainda conta com vários cursos informativos e a expectativa é de que, aos poucos, seja criada uma sociedade sensível à doença e uma rede de cidadãos que saibam conviver com as doenças mentais.




Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.