Segunda-feira, 17 de Junho de 2019
Notícias

Na Zona Norte de Manaus, homens se passam por policiais para roubar e estuprar

Dupla teria se apresentado como policiais civis a uma mulher de 19 anos e pediram para entrar em sua casa, no bairro Novo Aleixo, onde a estruparam depois de roubar R$ 400



1.jpg Arma de calibre 38 foi encontrada no carro com a dupla, após serem abordados em via pública quanto tiveram o carro reconhecido por PMs
24/09/2013 às 20:11

Dois homens, que se identificaram como policiais civis para entrar na casa de uma mulher de 19 anos e depois roubá-la e estuprá-la, no bairro Novo Aleixo, Zona Norte de Manaus, foram presos na noite desta segunda-feira (23). Antônio Carlos Marques de Araújo, 43, e Edson de Oliveira Neto, 44, estavam sendo procurados desde o último dia 13 de setembro, quando a vítima deu queixa dos crimes cometidos pela dupla.

As prisões foram realizadas por policiais militares da 27ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) e os suspeitos foram levados ao 6º Distrito Integrado de Polícia (DIP).

Em depoimento, a vítima disse que estava em frente da casa dela quando foi abordada pelos suspeitos. Um deles teria se identificado como investigador e o outro como delegado da Polícia Civil. Segundo ela, eles usaram esse artifício para entrar na casa e roubar R$ 400, antes de abusar dela sexualmente.

Um deles, ao sair disse, que retornaria no dia seguinte. A mulher teria pedido ajuda de vizinhos, que anotaram a placa do veículo que ele estava usando, um Chevrolet Corsa prata, de placas JVF-7654.

Durante patrulhamento de rotina, policiais identificaram o carro em via pública e, ao abordarem o suspeito, encontraram no interior do veículo um revólver calibre 38 e uma camisa preta com a logomarca da Polícia Civil.

A vítima foi acionada pelos policiais do 6º DIP e, ao chegar no local reconheceu os dois homens como sendo autores do roubo e estupro ocorrido no dia 13 de setembro. Um deles, Antônio de Araújo, é ex-cabo da Polícia Militar e disse ter sido expulso por desobediência.

Antônio e Edson foram autuados por porte ilegal de arma de fogo de uso permitido (Art. 14 da Lei nº 10.826/03 do Estatuto do Desarmamento) e indiciados por roubo e estupro (Artigos 157 e 213, respectivamente, do Código Penal Brasileiro). Eles foram encaminhados para a Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, no Centro de Manaus.

*Com informações da assessoria de imprensa da Polícia Civil


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.