Publicidade
Cotidiano
POLÍTICA

Não aceitarei resultado que não seja minha vitória, diz Jair Bolsonaro

O candidato a presidente disse também ter determinado a seu colega de chapa, o general da reserva do Exército Hamilton Mourão (PRTB), que ficasse “quieto” e “não falasse mais nada” após se envolver em polêmicas 28/09/2018 às 19:06 - Atualizado em 28/09/2018 às 19:06
Show bolsonaro 1b8cbf09 f2cc 4ce3 b24b d1c6002d6fdd
Foto: Divulgação
Reuters Brasília (DF)

O candidato do PSL à Presidência, Jair Bolsonaro, disse nesta sexta-feira em entrevista à TV Bandeirantes que não aceitará qualquer resultado das eleições presidenciais que não seja a sua vitória e não quis opinar sobre a hipótese de as Forças Armadas brasileiras aceitarem tacitamente uma vitória do candidato do PT e seu provável adversário no segundo turno, Fernando Haddad.

“Não posso falar pelos comandantes militares, respeito todos eles e, pelo que eu vejo nas ruas, eu não aceito resultado diferente da minha eleição”, disse Bolsonaro, em entrevista gravada no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, ao jornalista José Luiz Datena para o programa Brasil Urgente, da TV Bandeirantes.

O candidato a presidente disse ter determinado a seu colega de chapa, o general da reserva do Exército Hamilton Mourão (PRTB), que ficasse “quieto” e “não falasse mais nada” após se envolver em uma série de polêmicas públicas, a última delas as críticas que fez ao décimo terceiro salário.

“Falei para ele, sim, ficar quieto porque, afinal de contas, está atrapalhando realmente”, afirmou Bolsonaro.

Publicidade
Publicidade