Sexta-feira, 26 de Abril de 2019
publicidade
1.jpg
É comum encontrar carros estacionados nas calçadas no Dom Pedro, Zona Centro-Sul
publicidade
publicidade

Notícias

Nem campanhas nem fiscalizações coíbem ocupações irregulares nos bairros de Manaus

Apesar do anúncio de campanhas educativas promovidas pelo Implurb, população continua obstruindo as calçadas com carros e bancas para comércio


18/01/2016 às 20:24

A produção de uma cartilha informativa, que ensina como construir, conservar e ter uma calçada dentro de padrões urbanísticos e da legislação municipal, foi anunciada pelo Instituto Municipal de Planejamento Urbano (Implurb) na última semana. Mas, apesar das campanhas, a população continua obstruindo as calçadas com carros, entulhos e bancas para comércio.

Na rua Santo Antônio com a avenida Nossa Senhora da Conceição, no bairro Cidade de Deus, Zona Norte, o problema vai além da calçada. Uma feira foi improvisada no meio da rua. São quatro bancas e, de acordo com moradores da área, a construção irregular já foi denunciada há mais de um ano, mas nada aconteceu.

Do outro lado da rua, pneus e materiais de uma borracharia tomam conta da calçada todos os dias. Os pedestres precisam desviar o caminho pelo meio da rua para poder passar, arriscando a própria vida. Uma loja de equipamentos para automóveis também burla a legislação municipal e obstrui a calçada com placas e produtos para venda.

Ainda na Zona Norte, na rua Rogério Magalhães, bairro Cidade Nova, duas bancas obstruem o calçamento em frente à Escola Estadual Dom Milton. Moradores também aproveitam o espaço para estacionar os carros no local. “Fica difícil, pois impede até de a gente ver os ônibus”, disse um morador da área, que preferiu não ter o nome divulgado.

Em uma área nobre, na rua Bartolomeu Silva, bairro Dom Pedro, Zona Centro-Sul, moradores também  estacionam veículos em cima das calçadas, atrapalhando a passagem dos pedestres. Isto sem contar que, em Manaus, a maioria das calçadas não são niveladas.

Cartilha

publicidade

Segundo o Implurb, a cartilha que irá orientar os moradores de Manaus é de leitura dinâmica e clara, a fim de mostrar aos cidadãos como conseguir ter uma calçada padrão, conscientizando a população sobre a importância de se construir, recuperar e manter os passeios da cidade em bom estado de conservação.

“A ‘Calçada Legal’ e ideal, é uma calçada bem conservada, na qual as pessoas podem caminhar com segurança e conforto, em um percurso livre de obstáculos e de forma compartilhada com os diversos usos e serviços de seu interesse”, explica o vice-presidente do Implurb, Telamon Firmino.

Para o presidente do Crea-AM, Cláudio Guenga, a cartilha ajudará a contribuir para melhorar a paisagem urbana, a acessibilidade, o resgate do passeio público pela calçada e a socialização dos espaços públicos.

Obrigação

De acordo com o Implurb, é obrigação dos responsáveis pelos imóveis, no caso o proprietário ou o locatário, construir calçadas e mantê-las em bom estado de conservação.

Deveres

Ao poder público, ainda segundo a secretaria, cabe a responsabilidade pela execução e manutenção das calçadas em orlas, praças e canteiros centrais de avenidas.

publicidade
publicidade
Estudante pede ajuda para representar o AM em evento da ONU nos Estados Unidos
Aprovados reclamam de demora e Seduc diz que convocação sai até junho
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade

publicidade
publicidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.