Domingo, 24 de Janeiro de 2021
Violência contra a mulher

Realizar denúncia de crimes contra a mulher pode evitar mortes

Para a titular da DECCM, a delegada Ivone Azevedo, o primeiro passo para quebrar o ciclo de violência é realizar a denúncia



1444984_446395_85CD2DE4-FDA0-4CE0-AB38-6E1B0D8E139F.jpg Foto: Reprodução/Internet
25/11/2020 às 21:11

Entre janeiro e outubro de 2020, Manaus registrou mais de 19 mil casos de violência doméstica sofrida por mulheres. No interior do estado foram mais de 600 casos. No mesmo período, a capital amazonense registrou 514 casos de estupros de mulheres na faixa etária de 0 a 65 anos, e 94 no interior do estado. Os dados são da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), que apesar de alarmantes não refletem a realidade, já que nem sempre acontece a denúncia.

Visando conscientizar a sociedade no combate à violência de gênero e encorajar as vítimas sobre a importância de denunciar seus agressores, é celebrado nesta quarta-feira (25), o Dia Internacional para Eliminação da Violência contra as Mulheres. A data oficial foi instituída em 1999 pela Organização das Nações Unidas (ONU), em homenagem às irmãs Mirabal, assassinadas em 25 de novembro de 1960.



De acordo com a titular da Delegacia Especializada em Crimes Contra a Mulher (DECCM) das Zonas Sul e Oeste, a delegada Ivone Azevedo, o primeiro passo para quebrar o ciclo de violência é realizar a denúncia. Para isso, há diversos canais de atendimento tanto presencial quanto online ou por telefone. A delegada cita o Disque 181, que tem um canal exclusivo para denúncia e atendimento psicossocial às vítimas, além da Delegacia Interativa (DI) que pode receber ocorrências de forma online.

A capital amazonense conta também com três delegacias especializadas no combate à violência contra a mulher. A titular da Especializada ressalta, porém, que todas as delegacias da cidade podem fazer o registro de ocorrências dessas vítimas. Segundo Ivone, as especializadas são as mais indicadas por possuírem estrutura adequada aos casos, a exemplo do Serviço de Apoio Emergencial à Mulher (Sapem), prédio anexo à delegacia que oferece atendimento psicossocial.

Conforme a psicóloga Neyla Silveira, o atendimento psicológico é fundamental para o acolhimento das mulheres vítimas de violência. “A mulher é vitimizada e ela chega com uma série de fragilidades, e o papel do psicólogo é realizar esse primeiro atendimento de forma acolhedora, de forma a encontrar um ponto de compreensão do que ela está passando, sem julgamentos e sem direcionar qualquer tipo de demanda”, explicou a psicóloga.

Após esse primeiro momento, a psicóloga explica que é necessário continuar com o acompanhamento da vítima. “No atendimento público, quando essa mulher presta a queixa, ela é acolhida e depois é acompanhada para ser tirada desse processo de violência e afastada do agressor. E o papel do psicólogo é fazer com que ela supere os traumas relacionados à agressão e, da mesma forma, trabalhar no processo de construção da autonomia dessa mulher”, destacou.

A psicóloga explica ainda que, o processo que acarreta no ato de violência, geralmente, acontece de forma sútil, seja em situações de ciúmes ou privação da liberdade da mulher. A Organização Mundial de Saúde (OMS) define a violência contra a mulher como "qualquer ato de violência de gênero que resulte ou possa resultar em danos ou sofrimentos físicos, sexuais ou mentais para as mulheres, inclusive ameaças de tais atos, coação ou privação arbitrária de liberdade, seja em vida pública ou privada".

Para delegada Ivone, a violência contra a mulher não é somente aquela praticada em um relacionamento afetivo. Ela pode acontecer também no relacionamento entre parentes, como é o caso de agressões entre mãe e filho, pai e filha, irmãos, primos, e ainda, a violência entre patrão e empregada doméstica. A delegada ressalta que todos esses casos se enquadram na legislação brasileira 11.340/2006, que garante proteção a essas vítimas.  

Onde denunciar:

Horários de atendimento

DECCM Parque Dez

Endereço: Avenida Mário Ypiranga Monteiro

Contato: (92) 3236-7012

Horário de Atendimento: Plantão 24h

 

DECCM Colônia Oliveira Machado

Endereço: Rua Desembargador Felismino Soares

Contato: (92) 3214-3653

Horário de Atendimento: Das 8h às 17h


DECCM Cidade de Deus

Endereço: Rua Nossa Senhora da Conceição

Contato: (92) 3582-1582

Horário de Atendimento: Das 8h às 17h

 


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.