Publicidade
Cotidiano
TERRA INDÍGENA

Bolsonaro sugere exploração 'racional' da Terra Indígena Raposa Serra do Sol

Tribos que vivem na terra indígena receberiam royalties por isso, afirmou o presidente eleito 17/12/2018 às 16:34 - Atualizado em 18/12/2018 às 10:42
Show tnrgo abr 1712188962rj 298ada39 97fb 4771 bfee f342e0d141c8
Ele falou sobre a Terra Indígena Raposa Serra do Sol após a inauguração de colégio da PM em Duque de Caxias, no RJ. Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil
Agência Brasil Rio de Janeiro (RJ)

O presidente eleito, Jair Bolsonaro, disse hoje (17) que a Terra Indígena Raposa Serra do Sol, em Roraima, pode ser explorada e que as tribos indígenas receberiam royalties por isso. Segundo o futuro presidente, é preciso explorar a área de “forma racional”.

Bolsonaro fez a afirmação após inaugurar o terceiro colégio militar do estado do Rio de Janeiro, no município de Duque de Caxias, que recebeu o nome de Percy Geraldo Bolsonaro, em homenagem ao seu pai, falecido em 1995.

“É a área mais rica do mundo. Você tem como explorar de forma racional. E no lado do índio, dando royalty e integrando o índio à sociedade”, disse Bolsonaro, referindo-se à terra indígena.

A Raposa Serra do Sol foi identificada pela Fundação Nacional do Índio (Funai) nos anos 1990, demarcada no governo de Fernando Henrique Cardoso (1995-2003) e homologada em 2005, pelo seu sucessor, Luiz Henrique Lula da Silva.

Em 2017, a Advocacia-Geral da União (AGU) anunciou que todos os órgãos do governo federal deverão adotar o entendimento firmado no julgamento do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre a Terra Indígena Raposa Serra do Sol nos processos de demarcação de terras indígenas.

Publicidade
Publicidade