Sexta-feira, 24 de Maio de 2019
Notícias

Nove pessoas são presas durante operação da Polícia Civil em Rio Preto da Eva, no AM

Polícia cumpriu mandados de prisão por tráfico, associação e tentativa de homicídio. Entre os suspeitos está um taxista, um feirante e até um enfermeiro



1.jpg
Operação "Paration" foi deflagrada ontem no município de Rio Preto da Eva
11/07/2015 às 11:19

Nove pessoas foram presas em Rio Preto da Eva (distante 57 quilômetros de Manaus) durante a operação “Paration”. A ação tinha o objetivo de cumprir mandados de prisão referentes a crimes como tráfico de drogas, associação criminosa e tentativa de homicídio. Líder de quadrilha, feirante e taxista estão entre os presos.

Segundo a Polícia Civil, a ação ocorreu na zona urbana e rural do município. Por meio de assessoria de imprensa, a delegada titular da 36ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP), Déborah Barreiros, informou que as investigações duraram quase um mês. “Desde o dia 19 de junho deste ano estávamos investigando os nove infratores. Diante de provas colhidas representamos os mandados de prisão”, disse.

Ainda segundo a Polícia Civil, os mandados de prisão foram expedidos na última quinta-feira (9) pela juíza titular da Vara Única de Rio Preto da Eva, Ana Paula de Medeiros Braga.

Presos

A operação iniciou com a prisão do agricultor Alesson de Lima Barbosa, 20, conhecido como “Preto”. Ele foi  localizado em um sítio localizado no Km 17, da Rodovia AM-010. Outro suspeito é Thiago Alira da Silva, 21. Ele foi preso na residência dele, na Rua José Campos de Almeida, bairro Carlos Braga. O enfermeiro Cleuson Arocha de Souza, 34, foi preso no hospital do município, na Rua Domingos Monteiro. Todos irão responder pelo crime de tentativa de homicídio ocorrido no dia 1 de julho deste ano, por volta de 1h.

Markson Mota da Silva, 23, foi preso na sexta-feira (3) em cumprimento a mandado de prisão por tráfico de drogas e associação criminosa. De acordo com a delegada, ele é apontado como o líder de uma quadrilha que é envolvida com o tráfico de drogas, além de tentativa de homicídio. Ele foi indiciado por tráfico de drogas e associação criminosa.

“Markson já era conhecido pelo tráfico de drogas no município. Iniciamos as investigações no dia da tentativa de homicídio. Durante as apurações conseguimos chegar a ele e identificá-lo como líder da quadrilha”, destacou Déborah.

Dulcimara Nogueira dos Santos, 21, foi presa na Rua Raimundo José de Souza, bairro Monte Castelo; Josias Gomes da Silva, 33, foi preso na Rua Abílio Alencar, no mesmo bairro. Já o taxista Francisco Idabel Negrão Batista, 30, conhecido como “Ico”, foi preso em frente ao hospital da cidade, na Rua Domingos Monteiros. O feirante Gelcimar Oliveira dos Santos, 30, foi preso em uma feira localizada na Rodovia AM-078. David Alves, 23, conhecido como “Cara de menina” foi preso no mesmo município. Os cinco irão responder por tráfico de drogas.

Ao término dos procedimentos legais, todos deverão permanecer na unidade policial à disposição da Justiça.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.