Publicidade
Cotidiano
Notícias

'Novembro Azul' alerta para prevenção ao câncer de próstata

Estimativas do Instituto Nacional do Câncer (Inca) apontam o registro de pelo menos 510 casos de câncer de próstata no Amazonas até o final deste ano, sendo pelo menos 66% em Manaus 01/11/2013 às 14:49
Show 1
Segundo o médico urologista Anoar Samad, 44% dos homens na faixa etária dos 40 anos jamais foram ao urologista e não se submeteram ao exame de toque
ACRITICA.COM Manaus (AM)

Depois do Outubro Rosa, que alertou a mulher sobre o câncer de mama, agora é o ‘Novembro Azul’, que chama a atenção dos homens para os riscos do câncer de próstata, o que mais acomete a população masculina.  O preconceito ainda afasta muitos homens da prevenção, segundo alerta do membro-fundador da Sociedade Brasileira de Urologia no Amazonas (SBU-AM), o médico urologista Anoar Samad. 

De acordo com dados do Ministério da Saúde são registrados mais de 50 mil casos de câncer de próstata por ano, com o número de mortes ultrapassando os 12 mil registros. Estimativas do Instituto Nacional do Câncer (Inca) apontam o registro de pelo menos 510 casos de câncer de próstata no Amazonas até o final deste ano, sendo pelo menos 66% em Manaus. 

Ele destaca que o único meio de diagnosticar precocemente esse tipo de câncer ainda é o Exame da Próstata, que consiste no toque retal e no exame de sangue conhecido como PSA, indicado para homens a partir dos 40. “Não existe recomendação para fazer apenas um exame, é necessário fazer os dois exames. Em muitos casos, a alteração não será identificada apenas no exame de sangue. Caso seja identificado algum nódulo suspeito na próstata ou o PSA elevado, o paciente será encaminhado para fazer a biópsia”, disse. 

Os dados ainda são alarmantes, segundo o urologista.  No ano passado, um estudo da SBU (Sociedade Brasileira de Urologia) afirma que 44% dos homens na faixa etária dos 40 anos jamais foram ao urologista e não se submeteram ao exame de toque. “É um dado preocupante levando em consideração que o homem que tem o câncer de próstata em estágio inicial não sente absolutamente nada, por isso, é importante a prevenção”, disse. 

Cura e tratamento

A boa notícia, segundo Anoar Samad, é que quando o câncer de próstata é diagnosticado e tratado no início, os riscos de mortalidade são reduzidos, tendo chance de cura para até  90% dos casos. “No entanto, essa porcentagem cai para 35% se o tumor é identificado mais tarde, quando já saiu da próstata”, destacou.

Não existem sintomas específicos para o câncer de próstata. O recomendável é que todos os homens, acima de 40 anos de idade, ou mais, façam um exame de próstata anualmente, o que compreende o toque retal e o PSA.

Para o câncer de próstata em estágio inicial a cirurgia radical, que é a retirada o órgão, é a primeira opção de tratamento. A próstata, glândula que faz parte do aparelho reprodutor masculino, é responsável pela produção do líquido seminal. Para prevenir o desenvolvimento de doenças, é necessário que o homem tenha cuidados frequentes com essa glândula.

Os principais fatores de risco para o câncer de próstata são a idade superior a 40 anos e a hereditariedade, ou seja, o risco aumenta quando o homem envelhece ou quando ele tem pai que teve câncer de próstata. “Essas campanhas são importantes porque chamam a atenção do homem que nunca fez o exame”, disse. 

Sobre a campanha

Novembro Azul é uma campanha de conscientização realizada por diversos países no mês de novembro dirigida a sociedade e aos homens sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de próstata e outras doenças masculinas.

Publicidade
Publicidade