Segunda-feira, 18 de Novembro de 2019
Notícias

Novo bumbódromo de Parintins será entregue em junho

Obra que está 62% concluída será entregue ‘em cima da hora’ para que bumbás realizem ensaios gerais na nova estrutura



1.jpg O engenheiro César Passareli, da construtora SH Engenharia e Construções Ltda, responsável pela obra, mostra os detalhes do novo bumbódromo de Parintins
05/04/2013 às 07:12

O novo Bumbódromo de Parintins (a 325 quilômetros de Manaus) deverá ser entregue a 18 dias antes do início do Festival Folclórico. A previsão inicial, divulgada pela Secretaria de Estado de Infraestrutura (Seinfra) no ano passado, era para o mês de maio. Agora, a obra de R$ 32 milhões, deverá estar pronta até o dia 10 de junho, segundo o engenheiro César Passareli, da construtora SH Engenharia e Construções Ltda, responsável pela construção. 

A maquete foi apresentada nesta quinta (04), durante o seminário de Parintins realizado pela Secretaria de Estado da Cultura (SEC), no Centro Cultural Palácio Rio Negro, com o objetivo de discutir o papel dos 32 órgãos envolvidos na organização do Festival Folclórico, além órgãos envolvidos na organização, além das nove empresas que prestam serviços diretamente no evento. O evento termina nesta sexta (05).



“Nos primeiros dias de junho, os dois bumbás já poderão trabalhar o som e a iluminação no local”, disse Passareli. A preocupação é por conta da nova estrutura: os equipamentos serão distribuídos ao longo da treliça de 21 metros de altura, que ficará disposta no entorno da arena, voltados para o público. A medida foi adotada levando em consideração a análise feita por uma empresa contratada que identificou falhas na distribuição do som no bumbódromo.

De acordo com o técnico responsável pelo projeto de sonorização, Antônio Carlos Roldão, a percepção dos instrumentos de percussão, de sopro, metais e de voz eram diferentes em cada ponto do bumbódromo. “Nos camarotes, por exemplo, dependendo de onde estivesse, nem tinha conhecimento dos momentos marcantes na arena”, disse. Com a distribuição das caixas de som em todo o entorno, a percepção do tempo do som torna-se mais próximo do real.

Canhões de luz serão distribuídos no entorno do bumbódromo, sendo dois, concentrados no 8º piso, acima dos camarotes. Eles estão concentrados de frente para a entrada das alegorias na arena, assim como as salas exclusivas para imprensa e cabine de transmissão. 

Disputa

Representantes dos bumbás Garantido e Caprichoso que estiveram presentes no seminário, questionaram o projeto do novo bumbódromo, que contempla hoje apenas uma cabine de transmissão. A dúvida é por conta do contrato de intenções assinado com emissoras de televisão diferentes, por cada um dos bumbás.

De acordo com o engenheiro César Passareli, o projeto será mantido, sem reformulações. Questionado se o espaço comportaria duas equipes, ele não soube responder.

Saiba mais: aeroporto

O administrador do aeroporto Júlio Belém, em Parintins, Paulo de Castro Pessoa, informou que todas as medidas cabíveis já foram tomadas para manter a estrutura em operação. Atualmente, só são permitidos voos noturnos, por conta da presença de urubus, em decorrência da lixeira pública.

Pontos: novidades do novo Bumbódromo

Atualmente, 62% da obra está concluída, segundo a Seinfra, e dentro do cronograma;

 O projeto aumenta a capacidade de público dos atuais 12,2 mil espectadores para 16,5 mil, além de 1,5 mil novos assentos na arquibancada especial e novos camarotes, totalizando 48;.

A reforma do Bumbódromo abrange ainda a construção de rampas de acessibilidade, piso próprio para deficientes visuais, além de transmissão em audiodescrição, a exemplo do que é feito hoje no Festival de Ópera.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.