Publicidade
Cotidiano
DESAFIO

Novo comandante da PM afirma que operacionalidade será mantida nas ruas

Comandante-geral coronel Augusto Sérgio Farias foi nomeado na sexta (24). Novo gestor da Polícia Militar promete comandar a instituição empregando princípios aprendidos com ex-secretário Klinger Costa 29/06/2016 às 10:54
Show comandante
Coronel Augusto Sérgio Farias é o novo Comandante Geral da Polícia Militar (Foto: Winnetou Almeida)
Joana Queiroz Manaus (AM)

O coronel da Polícia Militar, Augusto Sérgio Farias Pereira, nomeado na sexta-feira (24) para ser o comandante-geral da Polícia Militar, promete comandar a instituição empregando os princípios que aprendeu com o ex-secretário de segurança pública, já falecido, Klinger Costa, com quem trabalhou. “O saudoso Klinger Costa foi um mestre para mim. Ele me ensinou fazer as coisas certas e é isso que vou durante o meu comando”, prometeu.

Augusto Sérgio disse que trabalhou sete anos diretamente com o ex-secretário e com ele aprendeu como se trata situações de crises usando a inteligência, determinação e a vontade de fazer as coisas certas. Disse que aceitou o convite do governador José Melo (Pros), consciente das dificuldades, principalmente financeiras pelas quais o País e o Estado estão passando.

O convite para comandar a Polícia Militar veio depois que o ex-comandante coronel James Frota foi exonerado da função, por conta de denúncias de envolvimento com a campanha política para a reeleição de José Melo. Conforme investigações, Frota usava a tropa para fazer ações em benefício do atual governador.

Inicialmente, o novo comandante disse que está fazendo contenção de despesas e citou como exemplo o que ocorreu no Festival de Parintins, quando foi enviado um terço de policiais do que foram no ano passado para fazer a segurança do evento. “Estamos também trabalhando em contenção de despesa nos novos contratos de serviços para adequar às necessidades da polícia as finanças do estado”, revelou.

Segurança em 1º lugar

Apesar das contenções, o novo comandante garante que a operacionalidade da Polícia Militar nas ruas não será atingida porque a segurança vem em primeiro lugar.

De acordo com ele, as dificuldades existem, mas a tropa está consciente do dever que ela tem com a sociedade amazonense.

De acordo com o comandante, há seis anos a tropa não recebe novos uniformes. Para ele, essa é uma necessidade que já está sendo conversada com as autoridades para tentar resolver o mais breve possível.

Augusto Sérgio falou também das promoções que é uma das principais reivindicações da tropa que há mais de um ano aguarda por isso. Conforme ele, o comando da Polícia Militar não ficou alheio a essa demanda desde o comando anterior, mas o momento financeiro não permitiu a efetivação das promoções que deverão ocorrer assim que o estado melhorar.

Corporação vai buscar harmonia

O comandante Augusto Sérgio Farias destacou que pretende comandar buscando a união da tropa para superar as dificuldades. Para isso, ele prometeu trazer tranquilidade e estabilidade emocional para que eles possam fazer o serviço.

“Começamos reunindo com os oficiais superiores e com as associações, e vamos reunir com os oficiais da operacionalidade e da administração. Depois vamos reunir com toda a tropa, para mostrar que viemos para um comando de paz, de harmonia de pontos positivos. Augusto Sérgio disse que terá as associações de militares como parceiras em sua administração, inclusive a Associação de Policiais Militares do Amazonas (Apeam), para resolver os problemas dos militares.

Publicidade
Publicidade