Publicidade
Cotidiano
SENADO

Omar Aziz e Plínio Valério vão comandar a Comissão de Assuntos Econômicos

Comissão é a segunda mais cobiçada do Senado Federal, atrás apenas da CJJ. Omar será o presidente e Plínio Valério, o vice. Eles foram eleitos por aclamação 13/02/2019 às 16:17
Show  mgl9947 4124b097 3e5f 4213 ac9b 2b39e3b4ffd1
(Foto: Ariel Costa)
Antônio Paulo Brasília (DF) - Sucursal

O Senado realizou na tarde desta quarta-feira (13), a instalação das comissões permanentes e elegeu a mesa diretora dos 14 colegiados. E o estado do Amazonas emplacou dois nomes no comando na segunda Comissão Permanente mais cobiçada da Casa: a Comissão de Assuntos Econômicos (CAE). O senador Omar Aziz (PSD-AM) e o senador Plínio Valério (PSDB-AM) foram eleitos presidente e vice-presidente, respectivamente, para o biênio 2019-2020. Ambos foram escolhidos por aclamação, após amplo acordo político-partidário para a distribuição dos comandos das comissões permanentes do Senado Federal.

Ao ser empossado, Omar Aziz agradeceu a confiança de seus colegas e afirmou que a CAE terá um papel muito importante neste momento. Ele disse que apresentará em breve aos demais senadores da CAE um plano de trabalho e debates e já convocou reunião da comissão para a próxima terça-feira (19), às 10h. Na pauta prioritária, estão acordos internacionais com a Finlândia e Grécia a serem votados até 22 de fevereiro, pelo Senado. Se não forem aprovados, o Brasil poderá sofrer sanções internacionais.

Omar Aziz também disse que a CAE terá muitos debates pela frente e avisou que ouvirá todos os segmentos da sociedade para “levar as melhores propostas ao povo brasileiro” e “buscar soluções para os diversos problemas do país”.

Banco Central

O novo presidente da CAE também adiantou que a sabatina do indicado para presidir o Banco Central (BC) (BC), o economista Roberto Campos Neto, deverá ocorrer em 26 de fevereiro. “O presidente do Banco Central precisa se equilibrado, respeitado e ter total autonomia para dar estabilidade, segurança jurídica e credibilidade à nossa moeda. Essa história de presidente da República interferir no BC não existe. Ainda não conheci nenhum presidente que tivesse a capacidade de presidente o país e o Banco Central”, disse Omar Aziz.

Além do comando da Comissão de Assuntos Econômicos, o Amazonas também emplacou o senador Eduardo Braga (AM) na liderança do MDB, o partido com a maior bancada no Senado e que vai assumir a Presidência de três comissões permanentes: Constituição e Justiça; Educação; e Comissão Mista de Orçamento. Braga também foi indicado, pelo presidente da CAE, senador Omar Aziz, para ser o relator do processo de sabatina do presidente indicado ao Banco Central.

Divisão de poder

Pelo acordo político-partidário, promovido pelo novo presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), o PSDB ficou no comando das comissões de Desenvolvimento Regional e de Fiscalização e Controle; o PT com a Comissão de Direitos Humanos; Rede, com a Comissão de Meio Ambiente; o PSL, do presidente Jair Bolsonaro, com a Comissão de Agricultura; DEM comandará a Comissão de Infraestrutura; Podemos, a Comissão de Assuntos Sociais (CAS);  PP, com a Comissão de Ciência e Tecnologia; PRB e PSC vão se revezar na presidência da Comissão Senado do Futuro. 

Publicidade
Publicidade