Terça-feira, 12 de Novembro de 2019
PARINTINS

ONG abre seleção para profissionais de saúde indígena em Parintins

As vagas são para profissionais formados em enfermagem, farmácia, psicologia, técnica de laboratório e agente de combate a endemias. Os salários variam de R$ R$ 2.580,83 a R$ 7.808, 66



parintins_agora_agora_3E7FE339-EBDB-45B5-A216-FBFE9FEECCF6.JPG A Missa Evangélica Caiuá é uma entidade sem fins lucrativos (Foto: Reprodução/Internet)
04/02/2019 às 12:42

A Missão Evangélica Caiuá, entidade sem fins lucrativos, abriu processo seletivo de contratação de profissionais para atuação no Distrito Sanitário Especial Indígena do município de Parintins (distante 369 quilômetros da capital). As oportunidades são para cinco formações e os salários variam R$ 2.580,83 a R$ 7.808, 66. O prazo das inscrições termina na próxima quinta-feira (7).

As vagas são para as funções, com os salários, de Enfermeiro (R$ 7.808,66), Farmacêutico (R$ 6.617,71), Psicólogo (R$ 6.617,71), Técnico de Laboratório (R$ 2.280,83) e Agentes de Combate de Endemias (R$ 2.580,83). Os profissionais atuarão durante 40 horas semanais.



As inscrições devem ser realizadas através do envio do Currículo do candidato para o e-mail: processoseletivocaiuaparintins@gmail.com. O interessado deve anexar o curriculum vitae (em formato PDF em um só documento) e escrever no corpo e no assunto do e-mail as seguintes informações: nome completo, função, vaga pretendida e se declarar indígena (anexar a cópia do RANI). O currículo deve ser enviado somente no formato PDF e em um só documento, ou seja, qualquer envio de curriculum fora desse padrão o candidato será considerado não inscrito.

Requisitos

Os interessados só poderão fazer uma inscrição por vez e deverão satisfazer as seguintes condições: Ter idade mínima de 18 anos completos na data da contratação; Preencher os requisitos básicos exigidos para o cargo pretendido, conforme indicado no Edital e não poderão ser contratados por este processo seletivo ex-empregados demitidos por justa causa ou sem justa causa nos últimos 06 (seis) meses.

O candidato que se declarar indígena deverá enviar, no ato da inscrição, uma declaração emitida, comprovando a sua origem étnica assinada pelo chefe da povo ao qual pertence, pela liderança local da aldeia de origem do candidato e pelo presidente do conselho local de saúde ou cópia digital do RANI. Também os interessados devem apresentar diplomas de conclusão de curso e registro no conselho de classe.

Seleção

O Processo Seletivo tem caráter eliminatório e classificatório, e compreenderá quatro fases: 1º Fase: Inscrição através do envio do Currículo para o e-mail indicado conforme descrito no item. 2ª Fase: Análise curricular e títulos feita pela Comissão do Processo Seletivo. 3º Fase: Prova de conhecimento geral e especifico. 4º Fase: Entrevista.

O edital do processo seletivo pode ser conferido aqui


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.