Quarta-feira, 17 de Julho de 2019
Notícias

ONGs de políticos são vetadas de firmarem convênio com Câmara Municipal de Manaus

Projeto que proíbe repasse de verbas para organizações vinculadas a políticos foi aprovado e enviado para sanção do prefeito



1.jpg Aprovado ontem pelos dos vereadores o projeto de lei seguiu para sanção do prefeito Artur Neto (PSDB)
06/08/2013 às 21:57

A Prefeitura de Manaus e a Câmara Municipal de Manaus (CMM) estão proibidas de firmarem convênio com repasse de dinheiro público para Organizações Não-Governamentais (ONGs), Organizações e Sociedades Civil de Interesse Público (Oscips) e Associações e Fundações que tenham em sua diretoria políticos ou parentes de políticos até segundo grau.

Aprovado ontem pelos dos vereadores o projeto de lei  seguiu para sanção do prefeito Artur Neto (PSDB). A proposta é de autoria do vereador Mário Frota (PSDB) e do ex-vereador Jaildo dos Rodoviários, vedou o repasse.

Na tribuna CMM, o vereador tucano justificou a aprovação do projeto e disse que a proposta não acaba com as intenções de políticos em criarem ONGs e Oscips, mas caso façam parte da diretoria estarão imediatamente proibidos de contratar com o serviço público.

"O projeto é pioneiro, diferente dos outros, tem a ver com vereadores que estão no poder público municipal", disse Mário Frota sem citar  os vereadores que possuem parentes vinculados à ONGs.

Leia a matéria completa na edição do Jornal A Crítica desta quarta-feira (7)

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.