Domingo, 26 de Setembro de 2021
Humor

“Os humoristas de Manaus precisam de plateia”, afirma Paulinho Serra

Humorista realizou workshop em Manaus e destacou a qualidade dos artistas locais



0afcb3a1-8ad4-4001-bd59-88acfbb63465_6012E9DD-25B9-41C5-BB41-CEEC112EC195.jpg Foto: Emerson Araujo/Divulgação
22/12/2020 às 13:44

“Tá faltando palco para os artistas daqui. Eles precisam de plateia. Precisa virar algo comum e rotineiro para o público manauara”. O pedido foi dito pelo humorista Paulinho Serra durante o Workshop ‘Zonas do Riso’ que aconteceu neste Domingo (20) e Segunda (21), em um hotel na Zona Sul de Manaus.

A programação cultural Zonas do Riso realizou um workshop com oficinas e mentoria para humoristas da cena local. Participaram de forma online Diogo Portugal, humorista e produtor do maior festival de comédia do Brasil, o Risorama, e Nany People, atriz e comediante consagrada em nível nacional.



O projeto traz como sua principal motivação a carência de formação específica na linguagem do Stand Up Comedy, linguagem artística esta que vem crescendo muito em todo o País.

Para Paulinho, o projeto é enriquecedor. “Porque você sai desse eixo rio-são paulo e coloca a semente do stand up no norte do Brasil onde tem muitos comediantes que estão em ascensão. Essa molecada aqui é realmente o futuro da comédia. É importante fomentar esse tipo de iniciativa. Daqui pode sair aquele que vai ser o representante do Amazonas na comédia, a nível nacional”, frisou.

“Os comediantes daqui ainda não estão em foco de rede  nacional. Ainda está muito ao regional e eles merecem um destaque nacional. Provavelmente ele deve estar presente aqui no workshop”, disse.

De acordo com o humorista, o nível dos participantes é alto. “A gente percebe que tem profissionais prontos dentro desse workshop. Tem pessoas que sabem se portar, criar bons textos, possuem iniciativa de comédia, tem carisma e isso é muito bom. Mas, o mais legal não é tentar acertar um nome ou uma pessoa que vai ter um grande sucesso. O legal é ter a cena de comédia fortalecida”, destacou

“A troca de experiência é importante para o artista de Stand Up. É importante incentivar a plateia que pode ir ao bar conferir independente do artista”, afirmou.

De acordo com o coordenador do projeto, Ricardo Kussuda, há uma busca em instigar o pensamento criativo acerca da pesquisa do stand up, incentivando a produção criativa do setor na capital do Amazonas e proporcionando o contato da comunidade com os conhecimentos técnicos de grandes nomes desse setor cultural.

 

A búlgara Diana Todorova mora em Manaus há 8 anos e há cerca de 3 meses conheceu algumas pessoas da comédia da cidade por conta de um clube de comédia local, recebeu incentivo para fazer stand up e participou do workshop.

“O workshop é maravilhoso porque conseguimos aprender coisas novas, temos contato com artistas diferentes como do teatro e do clown. Tudo isso além dos comediantes. Para mim essa troca de ideias, trabalhos e experiências foi muito rica”, afirmou.

O comediante amazonense Leandro Leitte está há 3 anos na comédia e destacou a importância do workshop para o crescimento profissinal. “É um projeto incrível porque está fazendo uma ponte entre o comediante local e os comediantes da cena nacional com bastante experiência”, declarou.

Para Leandro, a troca de experiências com os novos talentos também é fundamental. “É importante para os comediantes que estão começando também, porque eles não vão ter que passar por situações que eu já tive que passar por conta falta de experiência. A gente tá ouvindo de quem realmente entende e assim poder fazer um humor de qualidade na cidade”, disse.

Sobre o Projeto

O Zonas do Riso foi realizado graças ao prêmio conexões culturais 2020, da prefeitura de Manaus, por meio da Lei Aldir Blanc. A preparação dos selecionados para a programação foi feita por artistas locais por meio de oficinas. A oficina de Noções básicas de Técnicas Teatrais foi oferecida pelo Diretor e Ator Manuel Fagache, bacharel em Teatro pela Universidade Estadual do Amazonas, com 14 anos de experiência em teatro. A oficina O corpo cômico, pela Atriz e Palhaça Ananda Guimarães e a oficina de Jogos de Improviso teve como mediadora a atriz Karine Magalhães.

News c4663355 7931 4de3 9c03 157b050ec1fb 8d884835 3c6b 4926 83c7 57285cf9f200
Maria Luiza Dacio
Fotógrafa e repórter do Jornal A CRÍTICA, documentarista, produtora, artista visual e estudante de Jornalismo pela Universidade Federal do Amazonas (UFAM).

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.