Publicidade
Cotidiano
CULINÁRIA

"Os olhos do mundo estão na Amazônia", diz renomada diretora do ramo da Gastronomia

Rosa Moraes foi a responsável pela implementação do primeiro curso superior de Gastronomia do Brasil, em 1999 03/09/2017 às 06:45
Show sijsiff
(Foto: Evandro Seixas)
Alexandre Pequeno Manaus (AM)

“Os ingredientes mais incríveis do mundo são daqui”. A afirmação é da diretora de Gastronomia da Laureate Brasil, Rosa Moraes, em passagem por Manaus. Segundo ela, os temperos, aromas e sabores amazônicos estão em alta na culinária mundial. “Os olhos do mundo estão na Amazônia. Temos coisas incríveis aqui. Se pudermos ajudar a formar cozinheiros que possam compreender e difundir isso, é muito importante”, complementa.

Rosa Moraes foi a responsável pela implementação do primeiro curso superior de Gastronomia do Brasil, em 1999, na Anhembi Morumbi, integrante da rede internacional de universidades Laureate, assim como a UniNorte. A Anhembi Morumbi é hoje uma referência na formação de profissionais para o setor. 

Na época, Rosa relata a dificuldade  que era ter acesso aos produtos nativos da região Norte. “Quando abrimos o curso era um sufoco. Tínhamos que esperar o tucupi e jambu, por exemplo, vir pelo correio, pois não tinha em São Paulo”, conta. Rosa diz que contava com a ajuda de um cozinheiro paraense para o envio desses ingredientes.

A diretora é membro da Academia Brasileira de Gastronomia, ocupando a cadeira de número 21.  Rosa também atuou de forma decisiva na formatação do projeto social de gastronomia, a Gastromotiva, que promove, entre outras ações, cursos de capacitação em cozinha, para pessoas em situação de vulnerabilidade social.

Desde a implantação do curso no País até os dias de hoje, Rosa destaca os pontos principais que o pioneirismo trouxe para a área. “Agora temos os ingredientes disponíveis em todo o País. No primeiro curso, não tínhamos nenhum livro de técnicas em português. Foi um divisor de águas e vejo que a maioria dos chefs falavam que não precisavam contratar cozinheiros formados. Hoje, as pessoas sabem que precisam pois esse profissional dominas as técnicas e gestão, aprendidos no curso”, conta.

Tendências mundiais
Em passagem por Manaus para um bate papo com alunos do curso de Gastronomia da Uninorte, Rosa falou sobre as tendências do mercado de trabalho, da formação dos profissionais e as novidades da área, tanto nacional quanto internacional. 

“A grande tendência que se fala hoje em dia é o conceito 'farm-to-table' [da fazenda para a mesa], que consiste em conhecer o produtor, ver de onde vem esse alimento. É melhor comer uma alface plantada ali do lado, do que uma que veio de caminhão pegando toda a poluição. Esse movimento é super importante e as pessoas estão preocupadas com isso”, conta a diretora.

Dentre as tendências do mundo gastronômico, Rosa também destaca algo essencial, que é tão importante quanto um prato bem elaborado: o atendimento e serviço. “Não adianta a cozinha de um restaurante ser incrível, mas a pessoa que traz aquele prato que um cozinheiro elaborou, da maneira que servir ao cliente, pode mudar tudo. Pode ser a melhor comida do mundo, mas se o serviço não for eficiente, você não volta naquele lugar. É importante um serviço descomplicado e atento”, relata.

Publicidade
Publicidade