Publicidade
Cotidiano
Notícias

Overdose consome jovens

Número alto de registros no IML preocupa delegado-geral de Polícia, que encomendou estudo específico a médico legista 09/02/2013 às 22:34
Show 1
Delegado-geral Josué Rocha afirmou que quer estudar os dados para saber como evitar que mortes aconteçam
Joana Queiroz Manaus (AM)

O industriário Lucas Silva Raad, 26, foi encontrado morto, na manhã de quinta-feira no apartamento 21 da Pousada Elite, na avenida Grande Circular, bairro Amazonino Mendes, Zona Leste. Segundo os registros do Instituto Médico legal (IML), ele é a 17ª vítima de suspeita de overdose só este ano. No ano passado, o instituto registrou 72 casos. O aumento de mortes dessa natureza chamou a atenção do delegado-geral da Polícia Civil, Josué Rocha, que encomendou ao diretor do IML, o médico legista Sérgio Raimundo Machado, um levantamento do número de vítimas e o perfil delas.

Somente nos primeiros oito dias deste mês, o IML registrou seis mortes por suspeita de overdose. Segundo Josué Rocha, em 2013 houve um dia que o número de mortes por homicídio foi inferior ao de suspeita por overdose e as informações são de que a maioria são jovens com idade entre 14 e 30 anos. “Nós, as instituições, precisamos fazer alguma coisa e são essas informações que vamos usar como base para planejarmos ações que possam inibir, ou melhor, evitar que mortes por suspeitas de overdose continuem acontecendo”, disse o delegado-geral.

 

 

**A íntegra deste conteúdo está disponível para assinantes digitais ou na versão impressa

Publicidade
Publicidade