Publicidade
Cotidiano
Notícias

Pacientes denunciam falta de equipamentos e medicamentos para tratamento no FCecon

Pacientes ficam sem quimioterapia no FCecon e Simeam denuncia problemas em outras unidades 29/12/2015 às 13:26
Show 1
Segundo a FCecon, equipamento que quebrou ontem será substituído e as sessões de quimioterapia remarcadas
luana carvalho ---

Além da falta de medicamentos para tratamento de câncer na Fundação Centro de Controle de Oncologia (FCecon), pacientes também denunciam agora a falta de equipamentos para a quimioterapia. Quem estava com a sessão marcada para ontem, por exemplo, teve que voltar para casa pois foram informados que o hospital estava sem um dos equipamentos necessários para a realização do procedimento.

O motorista Renato da Silva Lima, 29, que acompanha a mãe de 61 anos nas sessões de quimioterapia, contou que, a cada sessão, surge uma nova dificuldade. “Minha mãe precisa fazer quatro sessões de quimioterapia. Na primeira ocorreu tudo bem, apesar da demora. Já na segunda começamos a ouvir rumores de que estava faltando medicamento. Na terceira sessão (ontem), nos mandaram de volta para casa, pois estava faltando o equipamento para o tratamento”, contou.

Segundo Renato, a última sessão foi em novembro e, desde lá, os próprios funcionários já estavam alertando os pacientes sobre a falta de medicamentos. Ontem, na terceira sessão marcada, os pacientes foram informados que o equipamento para a quimioterapia está em falta na unidade.

“Eles explicaram que é um tipo de equipamento com duas ‘mangueiras’, sendo um para soro e outro para o remédio”, relatou. Renato conta que além da mãe dele, presenciou outros três pacientes sendo mandados de volta para casa.

“Me sinto revoltado e triste ao mesmo tempo. Minha mãe é uma senhora idosa, precisa fazer esse tratamento. Todos os dias a gente vê pessoas voltando para casa por falta de medicamentos e aparelhos para exames. É uma falta de respeito”, afirmou, revoltado.

Denúncia

Há uma semana, A CRÍTICA mostrou que os medicamentos utilizados para tratamento do câncer estavam em falta na farmácia da Fundação Centro de Controle de Oncologia (FCecon). Entre os medicamentos em falta estão o Melfalano e o Tosilato de Sorafenibe, ambos usados no tratamento de câncer. Na ocasião, a FCecon informou, por meio da assessoria, que tanto o Melfalano quanto o Tosilato de Sorafenibe já foram adquiridos via empenho da direção, que aguarda a entrega por parte dos fornecedoras.

Sobre os equipamentos, a Fundação informou  que o equipo de soro – peça do equipamento de quimioterapia – apresentou problema na segunda-feira e, por isso, as sessões precisaram ser remarcadas. “Assim que foi notificada do problema, a Secretaria Estadual de Saúde (Susam) autorizou a liberação de recurso emergencial para compra da peça”.

Simeam

O Sindicato dos Médicos do Amazonas (Simeam) divulgou ontem, em redes sociais, um aviso de que falta equipamentos ou remédios em nove unidades do sistema de saúde do Governo do Estado.

Danilo Corrêa Segundo o Simeam, no SPA Danilo Corrêa, por exemplo, faltava o medicamento prometazina, os consultórios estavam em condições precarias, enfermaria pediátrica fechada e sem equipamento de Raios-X, que também estava quebrado no Chapot Prevost. Francisca Mendes Cirurgias suspensas também, segundo o Simeam, foram registradas no Francisca Mendes, bem como falta de medicamento Tremadol, no SPA da Zona Norte, e Ranitidina e Dexamet, no SPA da Zona Sul.


Publicidade
Publicidade