Publicidade
Cotidiano
Notícias

Pai celebra amor incondicional pelo filho com síndrome de down

Não importa se Davi nasceu especial. Para o pai,  ele é uma criança normal  com capacidade para dar e receber amor 08/08/2015 às 12:31
Show 1
Momentos de troca de carinho entre Frank e Davi são os que o pai mais preza
Joana Queiroz Manaus (AM)

“Davi, meu amor”. É assim que Frank Alves se refere ao filho, um menino de 4 anos que tem síndrome de down, mas que para ele representa alegria e felicidade de ser pai. “Ele já acorda sorrindo e disposto a realizar as atividades do dia, vai para a escola, faz exexrcícios físicos, brinca e vai dormir com a mesma felicidade. Assim é o meu filho”, disse.

Frank trabalha em uma fábrica do Distrito Industrial, acorda antes das 5h da manhã. Ele lê a agenda do filho e, antes de sair pra trabalhar, deixa a mochila do menino arrumada com todos os materiais necessários para as atividades do dia. Se há medicação, ele faz questão de ministrar.  

O pai afirma ter prazer em cuidar do filho. Segundo ele, Davi não foi um filho planejado, foi o mais esperado e muito amado, desde quando ainda estava na barriga da mãe.  Ele conta que já tinha uma filha de 15 anos e sonhava ter um filho homem.Quando soube que a gravidez de Ana Cláudia era de menino, ele começou a fazer planos para o filho que viria.Frank ficou sabendo que seu filho era uma criança especial logo após o parto.

“Eu fui vê-lo no berçário. Foi quando a médica pediatra aproximou-se e me disse que o meu filho nasceu especial. Eu disse para ela, mas ele é o meu filho e eu vou defendê-lo dessa sociedade preconceituosa”, contou. 

Vida normal

Os pais de Davi não mediram esforços para alcançar os objetivos e, hoje, aos quatro anos de idade ele leva uma vida como qualquer criança da mesma idade. O menino frequenta escola normal, participa de todas as atividades, pratica esportes. “Ele é o meu orgulho”, diz Frank.

De acordo com o pai, o menino participa de corrida de rua, está inscrito para a próxima corrida mirim Henrique Acher Pinto e já coleciona sete medalhas.  Frank diz que ele e o filho desfrutam de momentos especiais como passear de bicicleta, ir ao cinema, jogar bola e brincar nos parquinhos dos shoppings. Os momentos de troca de carinho com o filho são os mais marcantes para os dois. Um deles é quando o pai chega do trabalho e é recebido pelo filho com um abraço e um beijo.

“Ninguém nunca ensinou isso pra ele, tudo foi muito espontânea. Isso para mim não tem preço”, diz o pai todo orgulhoso do pequeno.  Outra situação de demonstração de carinho é quando Frank está se arrumando para sair. “Ele fica imitando os meus gestos, como penteio o cabelo, como arrumo a roupa no meu corpo. Ele fica do meu lado na frente do espelho fazendo tudo que eu faço” revela Frank.

Toda atividade de Davi é registrada pelos pais por meio de fotografias e vídeos. O menino tem até uma fanpage que, segundo o pai, serve para mostrar que qualquer criança, quando bem cuidada e estimulada, pode ter uma vida normal.

Publicidade
Publicidade